A ATUAÇÃO DAS INTERFACES NÃO-CONVENCIONAIS NA EDUCAÇÃO

Cristina Alba Wildt Torrezan, Eliseo Berni Reategui, Patrícia Alejandra Behar, Patrícia da Silva Campelo Costa

Resumo


Este artigo apresenta uma discussão acerca da inclusão de materiais educacionais digitais com interfaces não-convencionais no contexto escolar. Tais interfaces têm como característica uma forte interatividade entre a máquina e o sujeito. Visto que a geração digital de estudantes tem a oportunidade de utilizar tais interfaces em variados dispositivos, procura-se neste estudo relacionar algumas noções sobre a motivação com conceitos referentes à estética e à estesia, a fim de compreender como essas interfaces podem colaborar com a educação. Espera-se com isso ampliar a noção de interatividade na escola, de modo a colaborar na inserção de materiais educacionais digitais que promovam motivação e sensações fomentadas por experiências estéticas.

Palavras-chave


Tecnologia e educação; interfaces não-convencionais; materiais educacionais digitais

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1679-1916.21970

Direitos autorais



RENOTE - Revista Novas Tecnologias na Educação      ISSN 1679-1916

A RENOTE, possui a nota Qualis B1 (Ensino) e B1 (Interdisciplinar) no Sistema de Avaliação da CAPES.

Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação (CINTED) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Avenida Paulo Gama, 110 - Anexo III – 3o andar
Porto Alegre, RS, Brasil – CEP: 90040-060

Telefone: (51) 3308-4100
E-mail: renote@cinted.ufrgs.br