TECNOLOGIAS NA ESCRITURA: uma experiência com professoras

Karla Rosane do Amaral Demoly, Cleci Maraschin, Margarete Axt

Resumo


Neste estudo procuramos analisar como um grupo de professoras com condições perceptivas diferentes produzem uma escrita na convergência de mídias. Nossa hipótese é de que as práticas de composição escrita na Internet produz novas e inusitadas coordenações de ações, novos modos de escrever. A recursividade constitutiva entre escrita e tecnologia é descrita por vários autores, demonstrando que as tecnologias se transformam em ferramentas constitutivas de modos de pensar e conhecer. Uma escrita que se faz no acoplamento com tecnologias digitais produz uma convergência interativa na qual existe grandes possibilidades de interlocução entre pessoas com diferentes condições perceptivas, pois mudam os modos sensorio-motores de acoplamento com a escrita e as coordenações de ações na rede de conversações escritas tecidas pelas professoras.

Palavras-chave


escrita, tecnologias, diferenças, acoplamento tecnológico

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1679-1916.14634

Direitos autorais



RENOTE - Revista Novas Tecnologias na Educação      ISSN 1679-1916

A RENOTE, possui a nota Qualis B1 (Ensino) e B1 (Interdisciplinar) no Sistema de Avaliação da CAPES.

Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação (CINTED) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Avenida Paulo Gama, 110 - Anexo III – 3o andar
Porto Alegre, RS, Brasil – CEP: 90040-060

Telefone: (51) 3308-4100
E-mail: renote@cinted.ufrgs.br