Robótica Educacional para o ensino de gráficos em cinemática: possibilidade de suporte à necessidade de autonomia a partir de relatos de estudantes do primeiro ano do ensino médio

Toni Fernando Mendes dos Santos, Paulo José Sena dos Santos

Resumo


Diversas pesquisas têm discutido as dificuldades de aprendizagem e a falta de interesse dos estudantes na disciplina de Física. Com o objetivo de minimizar tais problemas alguns autores sinalizam a possibilidade do uso das novas tecnologias, como a Robótica Educacional, que tem recebido destaque nos últimos anos. Alguns trabalhos apontam que o uso da ferramenta pode melhorar a motivação e contribuir com a aprendizagem dos estudantes. Baseados na teoria da autodeterminação, investigamos se as atividades com robótica para o ensino de gráficos em cinemática são capazes de criar contextos com suporte à necessidade psicológica básica de autonomia. A partir de entrevistas semiestruturadas com 13 estudantes concluímos que os contextos gerados pela robótica permitiram perceber a existência de escolhas e momentos de autoria, condições importantes para a promoção da autonomia.


Palavras-chave


Robótica Educacional, suporte à autonomia, cinemática, teoria da autodeterminação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1679-1916.110288

Direitos autorais 2021 RENOTE



RENOTE - Revista Novas Tecnologias na Educação      ISSN 1679-1916

A RENOTE, possui a nota Qualis B1 (Ensino) e B1 (Interdisciplinar) no Sistema de Avaliação da CAPES.

Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação (CINTED) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Avenida Paulo Gama, 110 - Anexo III – 3o andar
Porto Alegre, RS, Brasil – CEP: 90040-060

Telefone: (51) 3308-4100
E-mail: renote@cinted.ufrgs.br