Jogos de aprendizagem inventiva

Gerson Klein, Maria Cristina V Biasuz

Resumo


Esse artigo apresenta uma articulação do conceito ferramenta Caixa de Areia numa perspectiva de aprendizagem inventiva com base em Vigínia Kastrup; o embasamento dado por Duplesis sobre os processos de subjetivação da experiência de jogo; da classificação de tipos de atividade lúdica de Callois; das teorias de Game Design sobre jogos Caixa de Areia de Breslin e uma aproximação do tema com a práxis mediante as propostas do Game Design Racional e Design Atômico de McEntee, o artigo propõe uma discussão sobre pistas para a realização de jogos com fins de promover espaços para a problematização e a aprendizagem inventiva. Conclui-se que uma abordagem de planejamento de jogos inventivos, dentro da perspectiva da Caixa de Areia é compatível com o Game Design Racional e que a as aproximações de projeto baseadas na progressão projetada dentro das recomendações da teoria do fluxo de Csikszentmihalyi ocupam lugar privilegiado nessa discussão.


Palavras-chave


Aprendizagem Inventiva, Jogos, Caixa de Areia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1679-1916.110237

Direitos autorais 2021 RENOTE



RENOTE - Revista Novas Tecnologias na Educação      ISSN 1679-1916

A RENOTE, possui a nota Qualis B1 (Ensino) e B1 (Interdisciplinar) no Sistema de Avaliação da CAPES.

Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação (CINTED) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Avenida Paulo Gama, 110 - Anexo III – 3o andar
Porto Alegre, RS, Brasil – CEP: 90040-060

Telefone: (51) 3308-4100
E-mail: renote@cinted.ufrgs.br