GRAU DE INTERNACIONALIZAÇÃO, COMPETÊNCIAS. INTERNACIONAIS, E DESEMPENHO ORGANIZACIONAL DA PME: ESTUDOS DE CASO NO SUL DO BRASIL

Inocencia Boita Dalbosco, Dinora Eliete Floriani

Resumo


As Pequenas e Médias Empresas (PMEs) internacionalizadas estão surgindo em grande número em todo o mundo, e elas tendem a ser mais dinâmicas e a crescerem mais rápido do que as empresas estritamente nacionais (FILLIS, 2007). Conforme o grau de internacionalização (GRI) das PME’s aumentam há o desenvolvimento de novas competências internacionais melhorando o desempenho organizacional (FLORIANI, 2010); (FLORIANI & FLEURY, 2012). Assim, este estudo teve como objetivo investigar a influência do GRI no desenvolvimento de novas competências internacionais e explicar a relação com o desempenho organizacional das PMEs do sul do Brasil. Utilizou-se a abordagem qualitativa, por meio de estudos de casos múltiplo, realizado em PMEs. Os dados foram coletados por pesquisa documental e de campo, sendo aplicadas entrevistas semiestruturadas, com análise de conteúdo e apoio do software Atlas.ti. Os resultados identificaram que as PMEs do Sul do Brasil estão experimentando modos de entrada no exterior mais complexos, sendo que duas delas com maior envolvimento de recursos do que a exportação. Foi constatado que a internacionalização faz com que as empresas desenvolvam competências internacionais, melhorando consequentemente o seu desempenho organizacional. 


Palavras-chave


Pequenas e médias empresas; grau de internacionalização; competências internacionais; desempenho organizacional.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




REAd - Revista Eletrônica de Administração 

Escola de Administração - UFRGS |

Rua Washington Luiz, 855 - 1° Andar - Porto Alegre/RS - Brasil | CEP: 90010-460

Correio eletrônico: ea_read@ufrgs.br