A PERSPECTIVA DIALÓGICA NO AGIR EMPREENDEDOR: UM ESTUDO DE CASO EM UMA LAN HOUSE

Maria Christianni Coutinho Marçal, Sérgio C. Benício de Mello, José Roberto Ferreira Guerra, Denis Dayvison Soares da Rocha

Resumo


A tecnocultura é um fenômeno atual e abrangente que age como um mediador entre o homem e o mundo alterando algumas das suas características fundamentais (e.g., as interações sociais, a relação do homem com o tempo/espaço, a construção da subjetividade e a percepção do próprio corpo). Um ambiente de negócios característico desse fenômeno social é a lan house e o objetivo deste artigo é fazer uma modelização do fenômeno empreendedorismo à luz do modelo de Thierry Verstraete (2001) aplicado a esse tipo de negócio. A abordagem integra dois níveis de análise: o empreendedor e a organização impulsionada por ele através do estudo da relação dialógica entre as dimensões que o compõem (cognitiva, praxiológica e estrutural). A metodologia utilizada foi um estudo de caso e a coleta dos dados foi efetuada através de entrevista. Pôde-se concluir que o modelo explorado é abrangente e aborda aspectos fundamentais para a compreensão do fenômeno empreendedorismo.


Palavras-chave


Tecnocultura; Empreendedorismo; Modelização

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



REAd - Revista Eletrônica de Administração
Escola de Administração | Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Rua Washington Luiz, 855 - Porto Alegre/RS - Brasil | CEP: 90.010-460

Correio eletrônico: ea_read@ufrgs.br