Análise de uma base de dados inédita sobre a formação acadêmica dos dirigentes das instituições financeiras brasileiras

Marcelo Pinho, Lucas Oishi Grigolin, João Vitor Carvalho Lopes

Resumo


O perfil social dos dirigentes de empresas é um tema que interessa tanto às ciências sociais, em seus estudos sobre as elites, quanto à administração, que frequentemente busca vínculos entre o desempenho das firmas e características dos indivíduos que as dirigem. Este artigo almeja contribuir para ambos os campos de conhecimento analisando uma característica específica, a formação acadêmica nos níveis de graduação e pós-graduação, de um importante grupo social, os dirigentes de instituições financeiras brasileiras. Com esse propósito, foi construída uma base de dados sobre 1.016 indivíduos a partir de informações coletadas nos sites dessas empresas. Essa base cobre 19 bancos, inclusive os cinco maiores do País, e 65 instituições financeiras não bancárias. Entre os principais resultados, pode-se destacar: a proporção muito pequena (13%) de mulheres; a baixa frequência (17%) de dirigentes com cursos de pós-graduação stricto sensu; e a concentração (79%) das graduações em três áreas de conhecimento (administração, economia e engenharia), em relativamente poucas instituições – metade das graduações em apenas seis instituições – e, mais ainda, em instituições de ensino localizadas no eixo Rio-São Paulo (81% do total).


Palavras-chave


Elites; Governança corporativa; Setor financeiro no Brasil; Bancos no Brasil; Perfil dos dirigentes de empresas

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Marcelo Pinho

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

REAd - Revista Eletrônica de Administração
Escola de Administração | Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Rua Washington Luiz, 855 - Porto Alegre/RS - Brasil | CEP: 90.010-460
Correio eletrônico: ea_read@ufrgs.br