Organização como evento: implicações conceituais e teóricas da adoção de uma ontologia processual strong-view

Karine Francisconi Chaerki, Queila Regina Souza Matitz

Resumo


Estudos organizacionais com base em metafísica processual têm gerado crescente interesse ao longo das últimas décadas. Segundo essa perspectiva ontológica, uma visão processual demanda a substituição de explicações simplificadoras da realidade fundamentadas na ideia de substância por explicações mais complexas com base na noção de processo e de relacionalidade. O objetivo central deste artigo consiste em discutir implicações da adoção de uma noção de evento de base ontológica processual strong-view no campo de estudos organizacionais. Para tanto, foi desenvolvido um ensaio teórico fundamentado na: (i) exploração do conceito de evento com base na ontologia processual de Alfred North Whitehead e (ii) identificação de possibilidades da adoção dessa noção de evento para os estudos organizacionais. Como principal resultado do trabalho, destaca-se a discussão de seis princípios ou proposições relacionadas ao conceito de organização com base nessa noção strong-view de evento: organização como estrutura de eventos, ontologia organizacional ancorada em sua temporalidade, eventos como unidades de análise organizacional, organização como processo contínuo, organização como resultado de mecanismos de estabilização dinâmica, organização como reiteração de padrões.


Palavras-chave


Evento. Ontologia processual. Whitehead. Organização.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Karine Francisconi Chaerki, Queila Regina Souza Matitz

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

REAd - Revista Eletrônica de Administração
Escola de Administração | Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Rua Washington Luiz, 855 - Porto Alegre/RS - Brasil | CEP: 90.010-460
Correio eletrônico: ea_read@ufrgs.br