O PROFESSOR DIRETOR DE TURMA ENTRE PORTUGAL E O BRASIL: DO CONTEXTO DE INFLUÊNCIA AO CONTEXTO DA PRÁTICA

Vagna Brito de Lima, Maria Zuleide da Costa Pereira, Virgínio Isidro Martins de Sá

Resumo


O presente texto apresenta um recorte de um estudo mais amplo desenvolvido no âmbito da pesquisa de doutorado defendida no final de 2017 no Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE), da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) - Brasil. O estudo teve como objetivo analisar a forma como os atores da organização educativa − gestores, professores, alunos e pais −, apropriaram-se das significações do cargo do professor diretor de turma, no contexto da escola pública estadual regular cearense, no período de 2011 a 2014. Na pesquisa, foi levado em consideração que o cargo de diretor de turma instituído no Ceará-Brasil se inspira no cargo homônimo, criado no sistema educativo português na década de 60 do século XX. Nesse sentido, a investigação compreendeu dois estudos de caso, um no contexto cearense, e outro, no norte de Portugal. Adotou-se como modelo de análise o ciclo contínuo de políticas formulado por Richard Bowe, Stephen Ball e Anne Gold (1992); Ball (1994, 2011), articulando-o com a proposta teórica para o estudo da escola como organização educativa desenvolvida por Licínio Lima (1992, 1998, 2001). Assim, o referencial teórico procurou articular a abordagem do ciclo das políticas, com as contribuições da sociologia das organizações educativas, a partir das perspectivas de Ball (1992, 1994, 2011), Lima (1986, 1998, 2001), Sá (1997). Concluiu-se que os atores para os quais a política Projeto Professor Diretor de Turma (PPDT) é destinada revelaram uma certa acomodação, conformismo e por vezes admiração, mostrando-se convencidos da importância desta política educativa para a educação dos estudantes na escola cearense, ainda que se tenham observado algumas resistências, sobretudo, quanto à carga burocrática associada ao cargo de diretor de turma.


Palavras-chave


Ciclo contínuo de políticas; Diretor de turma;Modo de funcionamento díptico da escola

Texto completo:

PDF

Referências


BALL, S. J.; MAGUIRE, M.; BRAUN, A. Como as escolas fazem as políticas: atuação em escolas secundárias. Tradução de Janete Bridon e Jeferson Mainardes. Ponta Grossa: Editora da UEPG, 2016.

BALL, S. J. Educational reform: a critical and post-structural approach. Buckingham: Open University Press, 1994. 164 p. ISBN 9780335192724.

______. La micropolítica de la escuela: hacia una teoría de la organización escolar. Tradução de Néstor Míguez. Madrid: Paidos, 1989. 297 p. ISBN 84-7509-529-1.

BALL, S. J.; MAINARDES, J. (Orgs.). Políticas educacionais: questões e dilemas. São Paulo: Cortez, 2011.

BOGDAN, R. C.; BIKLEN, S. K. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora, 1994. 261 p. ISBN 6205132669.

BOWE, R.; BALL, S. J.; GOLD, A. Reforming education and changing schools: case studies in policy sociology. London: Routledge, 1992. 188 p. ISBN 0-415-07789-3.

LIMA, L. C. A escola como organização e a participação na organização escolar: um estudo da escola secundária em Portugal (1974-1988). 2. ed. Braga: Universidade do Minho, 1998. ISBN 972-8098-24-3.

______. A escola como organização educativa. São Paulo: Cortez, 2001.

______. O conselho de turma: um exercício de simulação. Braga: Área de Análise Social e Organizacional da Educação da Universidade do Minho, 1986.

Disponível em: . Acesso em: 20 set. 2015.

PORTUGAL. Decreto de 14 de agosto de 1895. Collecção Official da Legislação Portuguesa, Anno de 1895, Imprensa Nacional, Lisboa 1896. Disponivel em: . Acesso em: 16 jan. 2016.

______. Decreto nº 48.572. Aprova o Estatuto do Ciclo Preparatório do Ensino Secundário. Diário da República Electrónico - INCM, Secretaria Geral, Lisboa, 9 set. 1968. p. 1853. Disponivel em: . Acesso em: 18 jan. 2016.

LIMA, V. B. de. PROFESSOR DIRETOR DE TURMA: um estudo entre Brasil e Portugal acerca de uma política educativa do estado do Ceará. Tese (Doutorado em educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal da Paraíba. João Pessoa, p. 150. 2017. Disponível em: file:///C:/Users/Vagna/Downloads/Tese_Verso_Final_Vagna%20(2).pdf. Acesso em: 16 nov 2018.

SÁ, V. Racionalidades e práticas na gestão pedagógica: o caso do director de turma. Lisboa: Instituto de Inovação Educacional, 1997. 300 p. ISBN 972-8353-29-4. (Colecção Ciências da Educação)

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DO CEARÁ (SEDUC-CE). Chamada pública para adesão ao Professor Diretor de Turma, 2010. Disponível em: . Acesso em: 12 ago. 2017.

STAKE, R. E. A arte da investigação com estudos de caso. 3. ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2012. 181 p. ISBN 9789723111873.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2010. 248 p. ISBN 9788577806553.




DOI: https://doi.org/10.21573/vol35n22019.91461

INDEXADORES

BBE – Bibliografia Brasileira de Educação (Brasília, MEC/INEP)
CLASE – Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (México, UNAM)
DIADORIM - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras
DOAJ - Directory of Open Access Journals
DRJI - Directory of Research Journals Indexing (Maharashtra, India)
Edubase (SBU/UNICAMP)
LATINDEX - Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
Portal de Periódicos da Capes/MEC
Scielo Educ@ - Fundação Carlos Chagas-FCC, São Paulo/Brasil
Science Library Index - Meadow Springs, Mandurah State, Austrália
SUMÁRIOS.ORG - Sumários de Revistas Brasileiras

 

Licença Creative Commons
Revista Brasileira de Política e Administração da Educação,
da Associação Brasileira de Política e Administração da Educação
está licenciada com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://seer.ufrgs.br/index.php/rbpae/index

ISSN versão impressa: 1678-166X
ISSN versão eletrônica: 2447-4193

Prefixo DOI: 10.21573