Gestão da Educação a Distância na universidade pública como campo de disputa: da instituição social à academia líquida

Daniel Mill, Marcello Ferreira, Deise Mazzarella Gourlart Ferreira

Resumo


Resumo: O texto é uma reflexão teórico-crítica sobre as mais convencionais tipologias de Gestão da Educação a Distância nas instituições públicas de ensino superior brasileiras, fomentando alternativas pela universidade como instituição social. Numa abordagem eminentemente teórica, buscou-se confrontar a visão de universidade pública como instituição social àquela de organização social, tal qual preconiza o Estado neoliberal. Na análise, é apresentada a migração da tipologia, da lógica de universidade como instituição social para a da academia líquida, a partir das tipologias de gestão que se tem adotado.

Palavras-chave: Educação a Distância. Gestão. Políticas Públicas. Universidade Pública.

 

Abstract: The text is a critical reflection on the most conventional typologies of Distance Learning Management in Brazilian public higher education institutions, discussing alternatives for the university as a social institution. In this theoretical discussion, the attempt was made to collide the ideas of the public university as a social institution and social organization, as advocated by the neoliberal State. In the analysis, it is presented the migration of the typology, from the logic of university as a social institution to that of the fluid academy, from the typologies of management that have been adopted.

Keywords: distance learning; management; public policies; public university.

 

Resumén: El texto es una reflexión teórico-crítica sobre las más convencionales tipologías de Gestión de la Educación a Distancia en las instituciones públicas de enseñanza superior brasileñas, fomentando alternativas por la universidad como institución social. En un enfoque eminentemente teórico, se buscó confrontar la visión de la universidad pública como institución social a la de organización social, tal cual preconiza el Estado neoliberal. En el análisis, se presenta la migración de la tipología, de la lógica de universidad como institución social a la de la academia líquida, a partir de las tipologías de gestión que se han adoptado.

Palabras clave: Educación a distancia. Gestión. Políticas públicas. Universidad Pública.


Palavras-chave


Educação a Distância; Gestão; Políticas Públicas; Universidade Pública

Texto completo:

PDF

Referências


ALONSO, K.; ROCHA, S. (Orgs.). Políticas públicas, tecnologias e docência. Cuiabá: Central de Texto; EdUFMT, 2013.

ANDIFES. Assoc. Nac. Dirig. Instit. Fed. de Ens. Sup. Universidades Federais: patrimônio da sociedade brasileira, 2017. Disponível em: https://goo.gl/fLs6Vm. Acesso em: 26/2/2018.

BALDRIDGE, J. Power and conflict in the university. London: Wiley, 1971.

BANCO MUNDIAL. Um ajuste justo. v.1, 2017. Disponível em: https://goo.gl/2S1NFg. Acesso em: 26/2/2018.

BAUMAN, Z. Bauman sobre Bauman. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

______. Capitalismo parasitário. Rio de Janeiro: Zahar, 2010a.

______. Legisladores e intérpretes. Rio de Janeiro: Zahar, 2010b.

______. Entrevista com Zygmunt Bauman. Tempo Social, v. 16, n. 1, p. 301-325, 2004.

______. Modernidade Líquida. Rio de Janeiro: Zahar, 2001

______. Em busca da Política. Rio de Janeiro: Zahar, 2000a.

______. Liquid modernity. Cambridge: Polity, 2000b.

______. Trabajo, consumismo y nuevos pobres. Barcelona: Gedisa, 2000c.

BAUMAN, Z. Entrevista com Zygmunt Bauman. Tempo Social, v. 16, n. 1, p. 301-325, 2004.

______. Globalização. Rio de Janeiro: Zahar, 1999a.

______. Modernidade e ambivalência. Rio de Janeiro: Zahar, 1999b.

______. A liberdade. Lisboa: Estampa, 1989.

BRASIL. Plano Nacional de Educação (PNE 2014-2024). Lei n° 13.005, de 25/6/2014. Brasília: Câmara, 2014. 86p. Disponível em: https://goo.gl/t9rtH1. Acesso em: 26/2/2018.

CHAUÍ, M. A universidade em ruínas. In: TRINDADE, H. (Org.). Universidade em ruínas na república dos professores. Petrópolis: Vozes; Porto Alegre: CIPEDES, 1999.

CHAUÍ, M. A universidade pública sob nova perspectiva. Rev. Bras. Educ., n.24, p.5-15, 2003.

FERREIRA, M. Enunciados em Propostas de Ensino-Pesquisa-Extensão em Cursos de Física a Distância. Rev. Ensaio, v. 19, n. 1, p. 1-33, 2017.

______.; CARNEIRO, T. C. J. A institucionalização da EaD no ensino superior público brasileiro. Educ. Unisinos, São Leopoldo, v. 19, n. 2, p. 228-242, maio-jun. 2015.

______.; LOGUERCIO, R. Análise de Competências em Projetos Pedagógicos de Licenciatura em Física a Distância. Rev. Bras. Pesq. Educ. Ciênc., v. 16, n. 2, p. 389-419, 2016.

______.; LOGUERCIO, R. Enunciados em Propostas de Ensino-Pesquisa-Extensão em Cursos de Física a Distância: para além dos conteúdos, os discursos. Ensaio: Pesquisa em Educação em Ciências, v. 19, p. 1-33, 2017.

______.; MILL, D. Institucionalização da educação a distância no Ensino Superior público brasileiro. In: REALI, A.; MILL, D. (Org.). Educação a distância e tecnologias digitais. São Carlos: EdUFSCar, 2014, p. 81-102.

GOULART, D.; SILVA, S.; M. Sistema Universidade Aberta do Brasil nas instituições federais de ensino superior. Rev. Pesq. Deb. Educ., v.6, n.2, p.11-30, 2016.

GOULART, S.; VIERA, M.; CARVALHO, C. Universidades e Desenvolvimento Local. Porto Alegre: Sagra Luzzatto, 2005.

HALL, R. Organizações, estruturas, processos e resultados. 8ª ed. São Paulo: Prentice Hall, 2004.

HARDY, C.; FACHIN, R. Gestão estratégica na universidade brasileira. 2ª ed., Porto Alegre: EdUFRGS, 2000.

LEITÃO, S. Estrutura, cultura e desempenho organizacional na universidade. Rev. Adm. Púb. FGV, v.1, n. 24, p. 31-43, 1990.

LITTO, F.; FORMIGA, M. (Org.). Educação a Distância, v. 2. São Paulo: Pearson, 2012.

MANO, M.; MARQUES, M. Novos modelos de governo na universidade pública em Portugal e competitividade. Rev. Adm. Púb., FGV, v.46, n. 3, p. 31-43, 2012.

MILL, D. Educação a Distância. Rev. Educ. Púb., v.25, n.59/2, p.432-454, 2016.

______. Sobre o conceito de polidocência ou sobre a natureza do processo de trabalho pedagógico na EaD. In: MILL, D.; RIBEIRO, L.; OLIVEIRA, M. (Orgs.). Polidocência na Educação a Distância. São Carlos: EdUFSCar, 2014, p. 25-42.

______. A Universidade Aberta do Brasil. In: LITTO, F.; FORMIGA, M. (Orgs.). Educação a distância, v.2. São Paulo: Person, 2012a.

MILL, D. Docência virtual. Campinas: Papirus, 2012b.

MINTZBERG, H. Criando organizações eficazes. 2ª ed. 7ª reimpr. São Paulo: Atlas, 2012.

PFEFFER, J.; SALANCIK, G. The external control of organizations. New York: Harper & Row, 1978.

PRETI, O. (org.). Educação a Distância. Cuiabá: EdUFMT, 2010.

SANTOS, G.; SILVA, O. Conceito de “modernidade líquida”. Cadernos Zygmunt Bauman, v. 3, n.5, p. 40-61, 2002.

SILVA, E. O burocrático e o político na administração universitária. 2004. 528 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade do Minho, Braga, 2004.

SOUSA, J. Processo de inovação na gestão de sistemas de educação a distância. 2012. 305 f., Tese (Doutorado em Administração) – Universidade de Brasília, Brasília, 2012.




DOI: https://doi.org/10.21573/vol34n12018.82469

INDEXADORES

BBE – Bibliografia Brasileira de Educação (Brasília, MEC/INEP)
CLASE – Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (México, UNAM)
DIADORIM - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras
DOAJ - Directory of Open Access Journals
DRJI - Directory of Research Journals Indexing (Maharashtra, India)
Edubase (SBU/UNICAMP)
LATINDEX - Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
Portal de Periódicos da Capes/MEC
Scielo Educ@ - Fundação Carlos Chagas-FCC, São Paulo/Brasil
Science Library Index - Meadow Springs, Mandurah State, Austrália
SUMÁRIOS.ORG - Sumários de Revistas Brasileiras

 

Licença Creative Commons
Revista Brasileira de Política e Administração da Educação,
da Associação Brasileira de Política e Administração da Educação
está licenciada com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://seer.ufrgs.br/index.php/rbpae/index

ISSN versão impressa: 1678-166X
ISSN versão eletrônica: 2447-4193

Prefixo DOI: 10.21573