Regulação/avaliação da Educação Superior a Distância: multiplicidade de atores institucionais, labirinto de atos oficiais e avaliação regulatória

Stella Cecilia Duarte Segenreich

Resumo


Resumo: Com base na definição de Cabrito sobre regulação, este relato de estudo objetiva relacionar a atuação de quatro atores institucionais do MEC, desde sua origem, com as políticas públicas relacionadas à regulação/avaliação da educação a distância, com destaque para sua atuação nos atos oficiais do último biênio. Trata-se de uma pesquisa exploratória, fruto da consulta a documentos legais e institucionais assim como artigos de periódicos. Os resultados demonstraram a pluralidade de atores institucionais atuando junto à EaD, a construção de um labirinto de atos oficiais e instrumentos de avaliação regulatória que mudam de acordo com as orientações governamentais vigentes, sugerindo a continuidade da pesquisa na realidade das universidades públicas e privadas.

Palavras-chave: Educação Superior, Educação a Distância, Regulação/avaliação, Atores institucionais.

 

Abstract: Based on Cabrito's definition of regulation, this study aims to relate the performance of four institutional actors of MEC, since its origins with the public policies related to the regulation/evaluation of distance education, especially its performance in official acts of the last biennium. This is an exploratory research that shows the results of the consultation of legal and institutional documents, as well as articles from periodicals. The results demonstrate the plurality of institutional actors related to distance education - EaD, and the construction of a labyrinth of official acts and instruments of regulatory evaluation that change according to the current governmental guidelines, suggesting the continuity of research in the reality of public and private universities.

Keywords: higher education, distance education, regulation/evaluation, institutional actors

 

Resumen: Con base en la definición de Cabrito sobre regulación, este informe de estudio objetiva relacionar la actuación de cuatro actores institucionales del MEC, desde su origen, con las políticas públicas relacionadas a la regulación / evaluación de la educación a distancia, con destaque para su actuación en los actos oficiales del último bienio. Se trata de una investigación exploratoria, fruto de la consulta a documentos legales e institucionales así como artículos de periódicos. Los resultados demostraron la pluralidad de actores institucionales actuando en la EaD, la construcción de un laberinto de actos oficiales e instrumentos de evaluación regulatoria que cambian de acuerdo con las orientaciones gubernamentales vigentes, sugiriendo la continuidad de la investigación en la realidad de las universidades públicas y privadas.

Palabras clave: Educación superior, educación a distancia, regulación/evaluación, actores institucionales.


Palavras-chave


Educação Superior, Educação a Distância, Regulação/avaliação, Atores institucionais

Texto completo:

PDF

Referências


ANUP. Associadas. ABRAES. Disponível em: http://www.anup.com.br /portal/pagina/index/id/30/secao/2. Acesso em: 1 fev. 2018.

BRASIL. Lei no 10.861, de 14 de abril de 2004. Institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES e dá outras Providências. 2004. Disponível em: www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/lei/l10.861.htm. Acesso em: 18 dez. 2017.

_____. Decreto nº 5.622, de 19 de dezembro de 2005. Regulamenta o art. 80 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. 2005. Disponível em: . Acesso em: 18 dez. 2017.

_____. Decreto no 5.773, de 09 de maio de 2006. Dispõe sobre o exercício das funções de regulação, supervisão e avaliação das instituições de educação superior e cursos superiores de graduação e seqüenciais no sistema federal de ensino. 2006. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2006/Decreto/D5773.htm. Acesso em: 18 dez. 2017.

_____. Decreto no 6. 303, de 12 de dezembro de 2007. Altera dispositivos dos Decretos nos 5.622, de 19 de dezembro de 2005, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e 5.773, de 9 de maio de 2006, que dispõe sobre o exercício das funções de regulação, supervisão e avaliação de instituições de educação superior e cursos superiores de graduação e seqüenciais no sistema federal de ensino. 2007. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/decreto/d6303.htm. Acesso em 10 jan. 2018.

____. Decreto nº 7.480, de 16 de maio de 2011. Aprova a Estrutura Regimental e o Quadro Demonstrativo dos Cargos em Comissão do Grupo-Direção e Assessoramento Superiores - DAS e das Funções Gratificadas do Ministério da Educação e dispõe sobre remanejamento de cargos em comissão. 2011. Disponível em: http://www.planalto.gov.br /ccivil_03/_ato2011-2014/2011/decreto/d7480.htm. Acesso em: 17 dez. 2017.

____. Decreto nº 7.690, de 02 de março de 2012. Aprova a Estrutura Regimental e o Quadro Demonstrativo dos Cargos em Comissão e das Funções Gratificadas do Ministério da Educação. 2012. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/ _ato2011-2014/2012/decreto/d7690.htm. Acesso em: 17 dez. 2017.

_____. Decreto nº 9.057, de 25 de maio de 2017- Regulamenta o art. 80 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. 2017a. Disponível em: www.planalto.gov.br/ccivil_03/_.../2017 /decreto/D9057.htm. Acesso em: 18 dez. 2017.

______. Decreto no 9.235, de 15 de dezembro de 2017. Dispõe sobre o exercício das funções de regulação, supervisão e avaliação das instituições de educação superior e dos cursos superiores de graduação e de pós-graduação no sistema federal de ensino. 2017b Disponível em: www.planalto.gov.br/ccivil_03/_.../2017/Decreto/D9235.htm. Acesso em: 18 dez. 2017.

_____. MEC/CNE. Resolução CNE/CES no 1, de 11 de março de 2016 - Estabelece Diretrizes e Normas Nacionais para a Oferta de Programas e Cursos de Educação Superior na Modalidade a Distância. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/escola-de-gestores-da-educacao-basica/323-secretarias-112877938/orgaos-vinculados-82187207/34891-resolucoes-cne-ces-2016. Acesso em: 10 jan. 2018.

_____. MEC. Portaria nº 2.051, de 9 de julho de 2004 que regulamenta os procedimentos de avaliação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), instituído na Lei no 10.861, de 14 de abril de 2004. Disponível em: portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/PORTARIA_2051.pd. Acesso em: 24 jan. 2018.

_______. MEC. Portaria Normativa nº 1, de 10 de janeiro de 2007. Calendário do ciclo avaliativo do SINAES, triênio 2007/2009. 2007a. Disponível em: portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/legislacao/portaria1.pdf. Acesso em: 24 jan. 2018.

_______. MEC. Portaria normativa no 2, de 10 de janeiro de 2007. 2007b. Dispõe sobre os procedimentos de regulação e avaliação da educação superior na modalidade a distância. 2017b. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/legislacao /portaria2.pdf. Acesso em: 24 jan. 2018.

______. MEC. Portaria nº 318, de 2 de abril de 2009. Transfere à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior-Capes – a operacionalização do Sistema Universidade Aberta do Brasil – UAB. Brasília: MEC/Capes, 2009. Disponível em: . Acesso em: 10 dez 2017.

______. MEC. Portaria no 10, de 02 de julho de 2009. Fixa critérios para dispensa de avaliação in loco e dá outras providências. Disponível em: http://www.semesp.org.br/portal/pdfs/juridico2009_OLD/Portarias/02.07.09/Portaria%2010-2009.pdf. Acesso em: 10 dez 2017.

______. MEC. Portaria no 1.134, de 10 de outubro de 2016- Revoga a Portaria MEC nº 4.059, de 10 de dezembro de 2004, e estabelece nova redação para o tema. Disponível em: https://abmes.org.br/legislacoes/detalhe/1988/portaria-n-1134. Acesso em: 10 jan. 2017.

______. MEC/CNE. Parecer CNE/CES no 462, de 14 de setembro de 2017. Normas referentes à pós-graduação stricto sensu no país. 2017a. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/outubro-2017-pdf/73971-pces462-17-pdf/file. Acesso em: 17 jan. 2018.

______. MEC. Portaria no 11, de 20 de junho de 2017 - Estabelece normas para o credenciamento de instituições e a oferta de cursos superiores a distância, em conformidade com o Decreto nº 9.057, de 25 de maio de 2017. Disponível em: abmes.org.br/legislacoes/detalhe/2178/portaria-normativa-n-11. Acesso em: 10 jan. 2017.

HETSCHKO, K. Muito debate poucos avanços. Capa. Revista do Ensino Superior. Semesp. 25 de abril de 2016. Edição 208. Disponível em: http://www.semesp.org.br /noticias/muito-debate-poucos-avanços. Acesso em: 21 jan. 2018.

MANCEBO, D; OLIVEIRA, J.F. de; SILVA JÚNIOR, J. dos R. Políticas, gestão e direito à educação superior: novos modos de regulação e tendências em construção. (projeto de Pesquisa versão 3).maio de 2017, p. 10.

MEC. Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior SINAES: Bases para uma nova proposta de avaliação da Educação Superior. 2003. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/sinaes.pdf. Acesso em: 12 fev. 2018.

____. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (CAPES). História e missão. Disponível em: http://www.capes.gov.br/historia-e-missao. 2018 Acesso em: 17 dez. 2018.

____. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) . Sinopse Estatística da Educação Superior de 2016. Brasilia: INEP. 2017. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/superior-censosuperior-sinopse Acesso em: 10 dez. 2017.

____. Secretaria de Educação a Distância (SEED). Referenciais de qualidade para a educação superior a distância. Brasilia, DF. agosto de 2007. Disponível em: portal.mec.gov.br/seed/ arquivos/pdf/referenciaisead.pdf Acesso em: 10 jan. 2018.

____. Secretaria de Educação Superior (SESu). Apresentação. 2018. Disponível em: http://portal.mec.gov.br / sesu-secretaria-de-educacao-superior/apresentação. Acesso em: 10 jan. 2018.

____. Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres). Quem é quem. 2018 Disponível em: http://portal.mec.gov.br/secretaria-de-regulacao-e-supervisao-da-educacao-superior-seres/quem-e-quem. Acesso em: 10 jan. 2018.

____. Conselho Nacional de Educação (CNE). Histórico. 2018. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=14306:cne-historico&catid=323:orgaos vinculados. Acesso em: 11 jan. 2018.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA (INEP). História. 2018. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/historia. Acesso em: 11 jan.2018.

QUIVY, R.; CAMPENHOUDT, L. Manual de Investigação em Ciências Sociais, Lisboa, Gradiva, 2005.

RICARDO, J. S. Impacto da nova regulamentação da EaD para as instituições de educação superior. EaD UFBA em Revista, Salvador, Número 2 2017 Disponível em: http://www.eademrevista.ufba.br/wpcontent/themes/revista/docs/EaD_UFBA%20em%20Revista-N2_SEAD.pdf. Acesso em: 19 jan. 2018.

SEGENREICH, S. C. D.; CASTANHEIRA, M. O espaço da educação superior a distância na expansão da educação superior brasileira pós-LDBEN/1996. In: SOUSA, José Vieira de (org.). Expansão e avaliação da educação superior brasileira: formatos, desafios e novas configurações. Belo Horizonte, MG: Fino Traço/ Fa0culdade de Educação da Universidade de Brasília, 2015, p. 115 – 134.

SEGENREICH, S. C. D.; CASTRO, A. M. D. A . A inserção da educação a distância no ensino superior do Brasil: diretrizes e marcos regulatórios, Revista Educação em Questão, Natal, v. 42, n. 28, p. 89-118, jan./abr. 2012.

SGUISSARDI, V. Regulação estatal versus cultura de avaliação institucional? Avaliação, Campinas; Sorocaba, SP, v. 13, n. 3, p. 857-862, nov. 2008.

SILVA, M. R. C. da, MACIEL C., ALONSO, K.M. Hibridização do ensino nos cursos de graduação presenciais das universidades federais: uma análise da regulamentação. RBPAE, v. 33, n. 1, p. 095 - 117, jan./abr. 2017.

SOBRINHO, J. D. Qualidade, avaliação: do SINAES a índices. Avaliação, Campinas; Sorocaba, SP, v. 13, n. 3, p. 817-825, nov. 2008.




DOI: https://doi.org/10.21573/vol1n12018.82466

INDEXADORES

BBE – Bibliografia Brasileira de Educação (Brasília, MEC/INEP)
CLASE – Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (México, UNAM)
DIADORIM - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras
DOAJ - Directory of Open Access Journals
DRJI - Directory of Research Journals Indexing (Maharashtra, India)
Edubase (SBU/UNICAMP)
LATINDEX - Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
Portal de Periódicos da Capes/MEC
Scielo Educ@ - Fundação Carlos Chagas-FCC, São Paulo/Brasil
Science Library Index - Meadow Springs, Mandurah State, Austrália
SUMÁRIOS.ORG - Sumários de Revistas Brasileiras

 

Licença Creative Commons
Revista Brasileira de Política e Administração da Educação,
da Associação Brasileira de Política e Administração da Educação
está licenciada com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://seer.ufrgs.br/index.php/rbpae/index

ISSN versão impressa: 1678-166X
ISSN versão eletrônica: 2447-4193

Prefixo DOI: 10.21573