Gestão democrática na Educação Infantil: uma análise da RBPAE no período de 2000 a 2012

Telma Aparecida Teles Martins Silveira, Caroline Silva Araújo

Resumo


Este trabalho analisa as concepções de gestão na Educação Infantil, especialmente a democrática, tendo por referência os artigos produzidos na Revista Brasileira de Política e Administração da Educação (RBPAE) no período de 2000 a 2012. É possível afirmar que os estudos sobre gestão educacional privilegiaram como temática o Ensino Fundamental, o Ensino Médio e o Ensino Superior, o que nos permite dizer que a Educação Infantil ainda ocupa lugar marginal nas discussões do campo da gestão. Além disso, a produção analisada não apresenta discussão aprofundada sobre a gestão democrática nas creches e pré-escolas.


Palavras-chave


Educação infantil; gestão democrática; RBPAE.

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, M. A. da S. Conselhos escolares: espaço de cogestão da escola, Retratos da Escola, Brasília, v. 3, n. 4, jan./jun. 2009.

ALGARTE, R. A. Produção de pesquisas em Administração da educação no Brasil: relatório final da pesquisa. Brasília: ANPAE, 1998. 26 p. (Série estudos e pesquisas da ANPAE, 3).

ALVES, N. N. de L. Gestão democrática e participação familiar na Educação Infantil. In: III Simpósio Internacional de Educação e IV Fórum Nacional de Educação, Anais Políticas públicas e gestão da educação: formação e atuação do educador. Torres, RS: 2009.

______. Coordenação pedagógica na Educação Infantil: trabalho e identidade profissional na rede municipal de ensino de Goiânia. 2007. 309 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2007.

______. Elementos mediadores e significativos da docência em Educação Infantil da rede municipal de ensino de Goiânia. 2002. 200 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2002.

BARBOSA, I. G. Educação Infantil brasileira e a Emenda Constitucional n. 59/2009: dificuldades e perspectivas de construção de uma proposta educativa de qualidade. Os desafios da universalização da Educação Básica. Salto para o Futuro. Ano XXI Boletim 16 Nov/2011. p. 13-22.

______. Das políticas contraditórias de flexibilização e de centralização: reflexões sobre a história e as políticas da Educação Infantil em Goiás. Inter-Ação. Goiânia: UFG, v. 33, n. 2, p. 379-394, jul./dez. 2008.

______ et al. Projeto Políticas públicas e educação da infância em Goiás: história, concepções, projetos e práticas. Goiânia: UFG, 2003. 39 p.

______. A Creche: história e pressupostos de sua organização. Goiânia, 1999. (digitalizado).

______. Pré-escola e formação de conceitos: uma versão sócio-histórico-dialética. 1997.

f. (Tese de Doutorado) - Universidade de São Paulo, 1997.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988.

BRASIL. Lei n. 8.069, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 16 jul. 1990.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. 1996.

BRASIL/MEC/SEB. Política Nacional de Educação Infantil: pelos direitos das crianças de zero a seis anos à educação. Brasília, DF: MEC/SEB, 2006a.

BRASIL/MEC/SEB. Parâmetros Nacionais de Qualidade para Educação Infantil. v.1 e 2. Brasília, DF: MEC/SEB, 2006b.

BRASIL/CNE/CEB. Resolução nº 05, de 17 de dezembro de 2009. Fixa as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Diário Oficial da União, Brasília, 18 dez. 2009.

BRASIL. Lei n. 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 26 jun. 2014.

BRASIL. Emenda constitucional n. 59 de 11 de novembro de 2009. Acrescenta § 3º ao art. 76 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias para reduzir, anualmente, a partir do exercício de 2009, o percentual da Desvinculação das Receitas da União incidente sobre os recursos destinados à manutenção e desenvolvimento do ensino de que trata o art. 212 da Constituição Federal, dá nova redação aos incisos I e VII do art. 208, de forma a prever a obrigatoriedade do ensino de quatro a dezessete anos e ampliar a abrangência dos programas suplementares para todas as etapas da Educação Básica, e dá nova redação ao § 4º do art. 211 e ao § 3º do art. 212 e ao caput do art. 214, com a inserção neste dispositivo de inciso VI. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 12 nov. 2009.

BRASIL. Lei n. 11.494, de 20 de junho de 2007. Regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – FUNDEB, de que trata o art. 60 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias; altera a Lei n. 10.195, de 14 de fevereiro de 2001; revoga dispositivos das Leis nos 9.424, de 24 de dezembro de 1996, 10.880, de 9 de junho de 2004, e 10.845, de 5 de março de 2004; e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 21 jun. 2007.

CALIXTO, E. A. A construção do conhecimento sobre a formação do administrador escolar: uma análise a partir das publicações nacionais. 2010. 133 p. Dissertação (Mestrado em educação), Faculdade de Educação, UNESP, Marília, 2010.

CASTRO, M. L. S. de; WERLE, F. O. C. Temáticas privilegiadas em periódicos nacionais: uma análise das publicações na área de administração da educação (1982-2000), Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, v. 25, n. 3, set./dez. 2009.

DOURADO, L. F. Políticas e gestão da Educação Básica no Brasil: limites e perspectivas. Educação e Sociedade, v. 28, n. 100, out. 2007.

______. A gestão democrática e a construção de processos coletivos de participação e decisão na escola. In: AGUIAR, M. A. da S; FERREIRA, N. S. C. (Orgs.). Para onde vão a orientação e a supervisão educacional? 2. ed. Campinas, SP: Papirus, 2003a. p. 149-160.

______ et al. Gestão escolar democrática: a perspectiva dos dirigentes escolares na rede municipal de ensino de Goiânia-GO. Goiânia: Alternativa, 2003b.

______. A escolha de dirigentes escolares: políticas e gestão da educação no Brasil. In: FERREIRA, N. S. C. (Org.) Gestão Democrática da educação: atuais tendências, novos desafios. São Paulo: Cortez, 1998.

FARENZENA, N. Editorial. Educação: uma janela aberta para o mundo. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, v. 27, n. 2, p. 159-161, mai./ago. 2011.

FERREIRA, N. S. de A. As pesquisas denominadas “estado da arte”, Educação e Sociedade, ano XXIII, n. 79, ago. 2002.

FONSECA, M.; OLIVEIRA, J. F. A gestão escolar no contexto das recentes reformas educacionais brasileiras, Revista Brasileira de Política e Administração da educação, v. 25, n. 2, mai./ago. 2009.

FRIGOTTO, G. Educação e crise do capitalismo real. 3. ed. São Paulo: Cortez, 1999.

HADDAD, L. Políticas integradas de educação e cuidado infantil: desafios, armadilhas e possibilidades. Cadernos de Pesquisa, v. 36, n. 129, set./dez. 2006. p. 519-546.

KÜHLMANN JR., M. Histórias da Educação Infantil brasileira. Revista Brasileira de Educação, n. 14, mai-ago 2000.

MACHADO, M. L. A. Desafios iminentes para projetos de formação de profissionais para a Educação Infantil. In: Cadernos de Pesquisa. São Paulo: Fundação Carlos Chagas, n. 110, jul. 2000, p. 191-202.

MAIA, G. Z. A. As publicações da ANAPE e a trajetória do conhecimento em administração da educação no Brasil, Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, v. 24, n. 1, p. 31-50, jan./abr. 2008.

______. As publicações da ANPAE e a trajetória do conhecimento em administração da educação no Brasil. 2004. 200 p. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Marília, 2004.

MARQUEZ, C. G. O banco mundial e a Educação Infantil no Brasil. 2006. 215f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2006.

MARTINS, T. A. T. A Educação Infantil no curso de Pedagogia FE/UFG sob a perspectiva discente, 2007. 221f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Goiás. Goiânia, 2007.

OLIVEIRA, C. de; LOPES, V. V. Autonomia, gestão escolar e órgãos colegiados: a produção de artigos em periódicos científicos (2000-2008). Revista Brasileira de Administração da Educação (RBAE), v. 26, n. 3, p. 461-476, set./dez. 2010.

PARO, V. H. Gestão democrática da escola pública. 3. ed. São Paulo: Ática, 2006.

PAULA, A. P. P. Administração pública brasileira entre o gerencialismo e a gestão social, ERA eletrônica, v. 45, n. 1, jan/mar 2005.

PEREIRA, G. R. de M.; ANDRADE, M. da C. L. A construção da administração da educação na RBAE (1983-1996). Revista Brasileira de Administração da Educação (RBAE), v.23, n.1, p. 137-151, jan./abr. 2007.

ROSEMBERG, F.; MARIANO, C. L. S. Convenção internacional sobre os direitos da ______. Introdução à história da ANPAE como sociedade civil no campo da educação. 2007a. Disponível em: http://www.anpae.org.br/website/documentos/estudos/estudos_01.pdf

______. Administração da educação no Brasil: genealogia do conhecimento. Brasília: Liber Livro, 2007b.

criança: debates e tensões. Cadernos de Pesquisa, v.40, n.141, set./dez. 2010. p.693-728

SANDER, B. ANPAE e o compromisso com a administração da educação no Brasil. Revista Brasileira de Administração da Educação (RBAE), Porto Alegre, v. 4, n. 1, p. 12-26, jan./jun. 1986.

______. Consenso e conflito na administração da educação, Revista Brasileira de Administração da Educação, v. l, n. l, p. 12-34,jan./jun. 1983.

SILVA, A. L. C. da; TOTHEN, J. C. A ANPAE e a construção de políticas educacionais: uma leitura dos editoriais da RBPAE. In: VI Congresso Brasileiro da História da Educação, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, Brasil; Anais, 2011.

SILVA, A. S. A professora de Educação Infantil e sua formação universitária. Tese. (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação, UNICAMP, Campinas, 2003.

VIANA, A. V. A Associação Nacional dos Profissionais em Administração – ANPAE – e a valorização do profissional em administração da educação. 1990. 96 p. Dissertação (Mestrado), Faculdade de Educação, UFC, Fortaleza, 1990.

ARTIGOS DA REVISTA BRASILEIRA DE POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO DA EDUCAÇÃO (2000 - 2012) SELECIONADOS PARA ANÁLISE

CARDOSO, M. A. O movimento popular na construção da autonomia da criança pequena, Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, v. 19, n. 2, jul./dez. 2003.

CARNEIRO, M. F.; MESQUITA, M. C. D. O financiamento da Educação Infantil no Brasil de 2003 a 2006, Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, v. 22, n. 2, jul./dez. 2006.

FERREIRA, L. A. M.; GARMS, G. M. Z. Educação infantil e a família: perspectiva jurídica desta relação na garantia do direito à educação, Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, v. 25, n. 3, set./dez. 2009.

GUIZZO, Bianca; FELIPE, Jane. Legislação e políticas públicas para a Educação Infantil: articulações com a formação docente, Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, v. 28, n. 3, set./dez. 2012.

MACÊDO, L. C. de; DIAS, A. A. A política de financiamento da educação no Brasil e a Educação Infantil, Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, v. 27, n. 2, mai./ago. 2011

SUSIN, M. O. K.; PERONI, V. M. V. A parceria entre o poder público municipal e as creches comunitárias: a Educação Infantil em Porto Alegre, Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, v. 27, n. 2, mai./ago. 2011.




DOI: https://doi.org/10.21573/vol31n32015.63816

INDEXADORES

BBE – Bibliografia Brasileira de Educação (Brasília, MEC/INEP)
CLASE – Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (México, UNAM)
DIADORIM - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras
DOAJ - Directory of Open Access Journals
DRJI - Directory of Research Journals Indexing (Maharashtra, India)
Edubase (SBU/UNICAMP)
LATINDEX - Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
Portal de Periódicos da Capes/MEC
Scielo Educ@ - Fundação Carlos Chagas-FCC, São Paulo/Brasil
Science Library Index - Meadow Springs, Mandurah State, Austrália
SUMÁRIOS.ORG - Sumários de Revistas Brasileiras

 

Licença Creative Commons
Revista Brasileira de Política e Administração da Educação,
da Associação Brasileira de Política e Administração da Educação
está licenciada com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://seer.ufrgs.br/index.php/rbpae/index

ISSN versão impressa: 1678-166X
ISSN versão eletrônica: 2447-4193

Prefixo DOI: 10.21573