Novos significados para educação profissional e tecnológica no instituto federal sul-rio-grandense: a política de criação dos institutos

Autores

  • Jair Jonko Araujo Instituto Federal Sul-rio-grandense
  • Álvaro Moreira Hypólito Universidade Federal de Pelotas (UFPel)

DOI:

https://doi.org/10.21573/vol32n012016.62363

Palavras-chave:

Teoria do discurso, educação profissional e tecnológica, institutos federais, significados.

Resumo

Este trabalho discute significados induzidos pela política oficial de criação dos Institutos Federais, seu acolhimento na documentação institucional e a produção de sentidos pelos gestores. A análise da documentação oficial do MEC e do IFSul e das entrevistas com os gestores é realizada aplicando-se os conceitos da Teoria do Discurso de Laclau. Conclui-se que há um complexo processo de acolhimento e rejeição de sentidos, que existe um mito de ensino consolidado na rede federal e que não há ainda políticas institucionais hegemônicas para pesquisa e extensão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jair Jonko Araujo, Instituto Federal Sul-rio-grandense

JAIR JONKO ARAUJO possui doutorado em Educação; professor no Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul). E-mail: jair.jonko@gmail.com

Álvaro Moreira Hypólito, Universidade Federal de Pelotas (UFPel)

ÁLVARO MOREIRA HYPÓLITO possui doutorado (PhD) em Curriculum and Instruction; Professor Associado na Universidade Federal de Pelotas (UFPel). E-mail: alvaro.hypolito@gmail.com

Referências

ARAUJO, Jair Jonko. Novos Sentidos das Políticas Curriculares para a Educação Profissional no Instituto Federal Sul-rio-grandense. 2013. 310p. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2013.

BALL, Stephan. Education reform: a critical and post–structural approach. Buckingham: Open University Press, 1994.

BRASIL. Lei n°11.892, de 28 de dezembro de 2008. Dispõe sobre a criação dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. Brasília: Imprensa Nacional, 2008

FLICK, Uwe. Desenho da pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Artmed, 2009.

GRISCHKE, Paulo. O Paradigma da Colaboração nas Políticas Públicas para a Educação Profissional e Suas Implicações sobre o Trabalho Docente. 2013. 401p. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2013.

GRISCHKE, Paulo. O impacto das reestruturações produtivas e educacionais sobre o trabalho e a identidade docente: um estudo de caso do CEFET-RS. 2008. 210p. Dissertação (Mestrado em Educação) Universidade Federal de Pelotas. Pelotas-RG, 2008.

JORGENSEN, Marianne; PHILLIPS, Louise. Discourse Analysis as Theory and Method. London: SAGE Publications Ltd, 2002.

LACLAU, Ernesto; MOUFFE, Chantau. Hegemonia y Estrategía Socialista: hacia una radicalización de la democracia. Madrid: Siglo XXI, 1987.

LOPES, Alice Casimiro; MACEDO, Elizabeth. Teorias de Currículo. 1. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

MEC/SETEC. Institutos Federais de Ciência, Educação e Tecnologia: concepção e diretrizes. Brasília: MEC, 2008. Disponível em:<http://portal.mec.gov.br/setec /arquivos/pdf3/ ifets_livreto.pdf>. Acesso: 10 mar. 2013.

MOUFFE, Chantau. El retorno de lo politico: comunidad, ciudadania, pluralismo y democracia radical. Buenos Aires: Paidos, 1999.

Downloads

Publicado

2016-06-23

Como Citar

Araujo, J. J., & Hypólito, Álvaro M. (2016). Novos significados para educação profissional e tecnológica no instituto federal sul-rio-grandense: a política de criação dos institutos. Revista Brasileira De Política E Administração Da Educação, 32(1), 247–265. https://doi.org/10.21573/vol32n012016.62363