Novos significados para educação profissional e tecnológica no instituto federal sul-rio-grandense: a política de criação dos institutos

Jair Jonko Araujo, Álvaro Moreira Hypólito

Resumo


Este trabalho discute significados induzidos pela política oficial de criação dos Institutos Federais, seu acolhimento na documentação institucional e a produção de sentidos pelos gestores. A análise da documentação oficial do MEC e do IFSul e das entrevistas com os gestores é realizada aplicando-se os conceitos da Teoria do Discurso de Laclau. Conclui-se que há um complexo processo de acolhimento e rejeição de sentidos, que existe um mito de ensino consolidado na rede federal e que não há ainda políticas institucionais hegemônicas para pesquisa e extensão.


Palavras-chave


Teoria do discurso; educação profissional e tecnológica; institutos federais; significados.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAUJO, Jair Jonko. Novos Sentidos das Políticas Curriculares para a Educação Profissional no Instituto Federal Sul-rio-grandense. 2013. 310p. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2013.

BALL, Stephan. Education reform: a critical and post–structural approach. Buckingham: Open University Press, 1994.

BRASIL. Lei n°11.892, de 28 de dezembro de 2008. Dispõe sobre a criação dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. Brasília: Imprensa Nacional, 2008

FLICK, Uwe. Desenho da pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Artmed, 2009.

GRISCHKE, Paulo. O Paradigma da Colaboração nas Políticas Públicas para a Educação Profissional e Suas Implicações sobre o Trabalho Docente. 2013. 401p. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2013.

GRISCHKE, Paulo. O impacto das reestruturações produtivas e educacionais sobre o trabalho e a identidade docente: um estudo de caso do CEFET-RS. 2008. 210p. Dissertação (Mestrado em Educação) Universidade Federal de Pelotas. Pelotas-RG, 2008.

JORGENSEN, Marianne; PHILLIPS, Louise. Discourse Analysis as Theory and Method. London: SAGE Publications Ltd, 2002.

LACLAU, Ernesto; MOUFFE, Chantau. Hegemonia y Estrategía Socialista: hacia una radicalización de la democracia. Madrid: Siglo XXI, 1987.

LOPES, Alice Casimiro; MACEDO, Elizabeth. Teorias de Currículo. 1. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

MEC/SETEC. Institutos Federais de Ciência, Educação e Tecnologia: concepção e diretrizes. Brasília: MEC, 2008. Disponível em:. Acesso: 10 mar. 2013.

MOUFFE, Chantau. El retorno de lo politico: comunidad, ciudadania, pluralismo y democracia radical. Buenos Aires: Paidos, 1999.




DOI: https://doi.org/10.21573/vol32n012016.62363

INDEXADORES

BBE – Bibliografia Brasileira de Educação (Brasília, MEC/INEP)
CLASE – Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (México, UNAM)
DIADORIM - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras
DOAJ - Directory of Open Access Journals
DRJI - Directory of Research Journals Indexing (Maharashtra, India)
Edubase (SBU/UNICAMP)
LATINDEX - Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
Portal de Periódicos da Capes/MEC
Scielo Educ@ - Fundação Carlos Chagas-FCC, São Paulo/Brasil
Science Library Index - Meadow Springs, Mandurah State, Austrália
SUMÁRIOS.ORG - Sumários de Revistas Brasileiras

 

Licença Creative Commons
Revista Brasileira de Política e Administração da Educação,
da Associação Brasileira de Política e Administração da Educação
está licenciada com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://seer.ufrgs.br/index.php/rbpae/index

ISSN versão impressa: 1678-166X
ISSN versão eletrônica: 2447-4193

Prefixo DOI: 10.21573