Políticas de accountability na educação básica brasileira: um estudo do pagamento de docentes por desempenho

Autores

  • Andréia Ferreira da Silva Universidade Federal de Campina Grande

DOI:

https://doi.org/10.21573/vol32n22016.59520

Palavras-chave:

Educação básica, políticas de accountability, pagamento de professores por desempenho.

Resumo

O artigo discute a implantação de políticas de accountability na educação básica brasileira. Estuda o estabelecimento de iniciativas de avaliação externa e de pagamento de professores por desempenho, as finalidades e formas que vêm assumindo nas políticas subnacionais, com destaque para as medidas adotadas na rede de ensino de Campina Grande. Fundamenta-se em pesquisa bibliográfica e documental. O estudo discute os limites de tais políticas e seus desdobramentos para a educação brasileira.

O artigo discute a implantação de políticas de accountability na educação básica brasileira. Estuda o estabelecimento de iniciativas de avaliação externa e de pagamento de professores por desempenho, as finalidades e formas que vêm assumindo nas políticas subnacionais, com destaque para as medidas adotadas na rede de ensino de Campina Grande. Fundamenta-se em pesquisa bibliográfica e documental. O estudo discute os limites de tais políticas e seus desdobramentos para a educação brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andréia Ferreira da Silva, Universidade Federal de Campina Grande

Doutora em Educação pela Universidade Federal Fluminense. Professora Associada da Universidade Federal de Campina Grande/PB e docente colaboradora do PPGE/UFPB.

Referências

ARAÚJO, Caroline Silva. Desempenho e recompensa: as políticas das Secretarias Estaduais de Educação. Goiânia: GO. 2014. 125p. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Educação. Faculdade de Educação, Universidade Federal de Goiás – UFG. 2014.

BALL, Stephen J. Performatividades e fabricações na economia educacional: rumo a uma sociedade performativa. Educação e Realidade, maio/ago. 2010. Disponível em: <http://seer.ufrgs.br/index.php/educacaoerealidade/article/view/15865/9445>. Acesso em: 15 mar. 2015.

BAUER, Adriana. Avaliação de desempenho de professores: pressupostos e abordagens. In.: GATTI, Bernadete A. (org.). O trabalho docente: avaliação, valorização, controvérsias. Campinas, SP: Autores Associados. São Paulo: Fundação Carlos Chagas, 2013. p. 5-70.

BONAMINO, Alicia; SOUSA, Sandra Zákia. Três gerações de avaliação da educação básica no Brasil: interfaces com o currículo da/na escola. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 38, n. 2, p. 373-388, abr./jun. 2012. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/ep/v38n2/aopep633.pdf >. Acesso em: 23 fev. 2014.

BRASIL. Lei nº 13.005, de 25 de julho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011- 2014/2014/Lei/L13005.htm>. Acesso em: 21 ago. 2014.

______. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Novo Enem. (2013a). Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=13318&Itemid=310&msg=1>. Acesso em: 14 jun. 2015.

______. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Ideb resultados e metas. 2013b. Disponível em: <http://ideb.inep.gov.br/resultado/resultado/resultado.seam?cid=3367259> Acesso em: 19 ago. 2015.

______. Ministério da Educação. Indicadores demográficos e educacionais. 2011. Disponível em: < http://ide.mec.gov.br/2014/municipios/relatorio/coibge/2504009>. Acesso em: 21 ago. 2015.

______. Presidência da República. Decreto n.º 6.094, de 24 de abril de 2007. Dispõe sobre a implementação do Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação. Brasília, DF, 2007. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=153:legislacao&catid=98:par-plano-de-acoes-articuladas&Itemid=366>. Acesso em: 6 jun. 2015.

BROOKE, Nigel; CUNHA, Maria Amália de A. A avaliação externa como instrumento da gestão educacional nos estados. Estudos & Pesquisas Educacionais, São Paulo, v. 2, p. 17-79. 2011.

CAMPINA GRANDE. Lei nº 072, de 10 de abril de 2013. 2013a. Institui o décimo quarto salário dos profissionais da educação da rede pública municipal e dá outras providências. Seminário Oficial nº 2.338. Campina Grande.

______. Lei nº 5.372, de 03 de dezembro de 2013. 2013b. Torna obrigatória a divulgação do Ideb por parte das escolas do Município na forma como especifica e dá outras providências. Semanário Oficial n.º 2.338. Campina Grande.

CASSETARI, Nathália. Principais modelos de remuneração por desempenho para professores no Brasil. 17p. Disponível em: . Acesso em: 15 mar. 2015.

FREITAS, Dirce Ney. A avaliação da educação básica no Brasil: dimensão normativa, pedagógica, e educativa. Campinas: Autores Associados, 2007.

FREITAS, Luiz Carlos de. Os reformadores empresariais da educação: da desmoralização do magistério à destruição do sistema público de educação. Educação & Sociedade. v. 33, n. 119, p. 379-404. abr./jun. 2012.

GATTI, Bernadete A. Valorização da docência e avaliação do trabalho docente: o papel da avaliação participativa em um contexto institucional. In.: _____ (org.). O trabalho docente: avaliação, valorização, controvérsias. Campinas, SP: Autores Associados. São Paulo: Fundação Carlos Chagas, 2013. p. 153-176.

LIRA, Patrícia Rocha de Brito. A atuação do governo federal na disseminação da cultura do desempenho na educação básica brasileira (1995-2012). João Pessoa: PB, 2013. 222p. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação, Centro de Educação, Universidade Federal da Paraíba – UFPB, João Pessoa. 2013.

NOVAES, Gláucia Torres Franco. Padrões de desempenho na avaliação docente e profissionalidade docente. In.: GATTI, Bernadete A. (org.). O trabalho docente: avaliação, valorização, controvérsias. Campinas, SP: Autores Associados. São Paulo: Fundação Carlos Chagas, 2013. p. 109-152.

PASSONE, Eric Ferdinando Kanai. Incentivo monetários para professores: avaliação, gestão e responsabilização na educação básica. Cadernos de Pesquisa. v. 44, n. 152, p. 424-448, abr./jun. 2014. Disponível em: <http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php?journal=cp&page=article&op=view&path%5B%5D=2760&path%5B%5D=2740>. Acesso em: 6 ago. 2014

RODRIGUES, Melânia Mendonça et al. Planos de ações articuladas (PAR) em municípios paraibanos: alguns estudos. In: SILVA, Andréia Ferreira da; RODRIGUES, Melânia Mendonça (Org.). Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb): avaliação da educação, organização escolar e trabalho docente em escolas municipais do Estado da Paraíba. Campina Grande: EDUFCG, 2013. p. 197- 215.

SILVA, Andréia Ferreira da. Políticas de avaliação em larga escala no Brasil: princípios, implantação e riscos. In:______.; RODRIGUES, Melânia Mendonça (Org.). Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb): avaliação da educação, organização escolar e trabalho docente em escolas municipais do Estado da Paraíba. Campina Grande: EDUFCG, 2013. p. 17- 30.

______. Plano de desenvolvimento da educação: avaliação da educação básica e desempenho docente. Revista Inter-Ação, Goiânia, v. 35, n. 2, p. 415-435, jul./dez. 2010. Disponível em: < http://www.revistas.ufg.br/index.php/interacao/issue/view/950/showToc>. Acesso em: 15 maio. 2015.

SOUSA, Sandra Zákia. Avaliação Externa e em Larga Escala no Âmbito do Estado Brasileiro: Interface de Experiências Estaduais e Municipais de Avaliação da Educação Básica com Iniciativas do Governo Federal. In: BAUER, Adriana; BERNADETE, A. Gatti (Org.). Vinte e cinco anos de avaliação de sistemas educacionais no Brasil. Florianópolis: Insular, v. 2. 2013. p. 61-85.

Downloads

Publicado

2016-08-21

Como Citar

da Silva, A. F. (2016). Políticas de accountability na educação básica brasileira: um estudo do pagamento de docentes por desempenho. Revista Brasileira De Política E Administração Da Educação, 32(2), 509–526. https://doi.org/10.21573/vol32n22016.59520