Expansão da Educação Superior no MERCOSUL: análise do cenário brasileiro, as possibilidades trazidas pela educação a distância e a relevância de bases curriculares transnacionais

Warlley Ferreira Sahb, Fernando José de Almeida

Resumo


Este trabalho realiza uma análise da atual política de integração educacional da América do Sul a partir da conjuntura brasileira, por intermédio da verificação do alargamento da oferta de vagas no ensino superior no Brasil e da análise das ações do Setor Educacional do MERCOSUL (SEM). Aponta, ainda, a  potencialidade que os recursos das tecnologias aplicadas à educação e da educação a distância podem ter nesse processo. Para isso, realizou se o cotejamento com o processo de expansão da educação superior na Europa, a partir do Processo de Bolonha e com ações mais recentes neste movimento, como a apresentação do conceito de Mobilidade Virtual (MV) como estratégia para o alcance do objetivo de realizar uma educação transfronteiriça com o apoio da educação a distância. Defende-se também, à guisa de conclusão, que a construção de experiências de bases curriculares transnacionais funcionaria como articuladora dos conhecimentos e das culturas produzidas na América Latina e promotoras de políticas de integração e desenvolvimento regionais.


Palavras-chave


Integração educacional; MERCOSUL; bases curriculares; educação a distância; educação superior.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, F. J.; CABRAL, V. L. (org.). Quantidade é qualidade. São Paulo: Fundação Padre Anchieta. (Escola de Formação de Professores Paulo Renato Souza), 2011.

ALMEIDA, F. J.; FRANCO, M. G. Tecnologias para a Educação e Políticas curriculares de Estado. In: BARBOSA, A. F. Pesquisa sobre o uso das tecnologias de informação e comunicação nas escolas brasileiras. TIC Educação, 2013. São Paulo: Comitê Gestor da Internet no Brasil, 2014.

ALMEIDA, F. J.; SILVA, Maria da Graça M. A cultura como direito e a cultura digital. Revista e-curriculum, São Paulo, v. 12, n.2, p. 1233-1247, 2014. Disponível em:

ALMEIDA, M.E.B. de; IANNONE, L.R.; SILVA, M.G.M da; VILLARINHOS, M.C.S. Educação a distância: oferta, características e tendências dos cursos de Licenciatura em Pedagogia. São Paulo: F.V.C., 2012.

BELLONI, M.L. Educação a distância. Campinas/SP: Autores Associados, 2012.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Superior. A democratização e expansão da educação superior no pais 2003-2014. Brasília: MEC/SESU. 2015. Disponível em:

______. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Diário Oficial da União. Brasília: Imprensa Nacional. 2014a.

______. Relatório Educação para Todos no Brasil 2000-2015. Brasília: MEC, 2014b Disponível em www.mec.gov.br

______. Decreto nº 5.800, de 08 de junho de 2006. Dispõe sobre o Sistema Universidade Aberta do Brasil – UAB. Diário Oficial da União, Brasília, 09 jun. 2006.

______. Decreto nº 5.622, de 19 de dezembro de 2005. Regulamenta o art. 80 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União. Brasília: Imprensa Nacional, 2005.

______. Lei Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: MEC, 2002.

EUROPEAN COMMISSION. Agência de Execução relativa à Educação, ao Audiovisual e à Cultura (EACEA). O Espaço Europeu de Ensino Superior em 2012: Relatório sobre a Implementação do Processo de Bolonha. Bruxelas: EACEA, 2013.

GIOLO, J. A educação a distância e a formação de professores. Educ. Soc. 2008, vol.29, n.105, p.1211-1234, 2008.

LEGORIA, L. Acreditación Universitaria en el MERCOSUR y la UE. Integración y Conocimiento. n.2, pp. 69-81, 2013.

MEC/INEP. Censo da Educação Superior 2012: resumo técnico. Brasília: INEP, 2014.

MERCOSUL. Setor Educacional do Mercosul (SEM). Plano de Ação do Setor Educacional do Mercosul 2011- 2015. Montevideu: SEM, 2012.

MERCOSUL. Indicadores Estadísticos del Sistema Educativo del Mercosur Sector Educativo del Mercosur (SEM); Sistema de Información y Comunicación del Mercosur Educativo (SIC); Montevideu: Grupo Gestor del Proyecto (GGP), 2009.

PRAXEDES, W.; PILETTI, N. O Mercosul e a sociedade global. 8ª ed. São Paulo: Ática, 1997.

______. Mercosul, competitividade e educação. Estud. av. [online]. vol.12, n.34, pp. 219 233, 1998.

TEIXEIRA, A. Desconstruindo a Universidade: Modelos universitários emergentes mais abertos, flexíveis e sustentáveis. Revista de Educación a Distancia (RED), XI: 32, p. 1-13, 2012.

______.; MIRANDA, B.; DIAS, A. Virtual Mobility and the EQF: using e-learning to widen access and enhance quality higher education across Europe. In T. Bastiaens & M. Ebner (Eds.), Proceedings of World Conference on Educational Multimedia, Hypermedia and Telecommunications (pp. 1003-1012). Chesapeake, VA: AACE, 2011.




DOI: https://doi.org/10.21573/vol31n32015.54721

INDEXADORES

BBE – Bibliografia Brasileira de Educação (Brasília, MEC/INEP)
CLASE – Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (México, UNAM)
DIADORIM - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras
DOAJ - Directory of Open Access Journals
DRJI - Directory of Research Journals Indexing (Maharashtra, India)
Edubase (SBU/UNICAMP)
LATINDEX - Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
Portal de Periódicos da Capes/MEC
Scielo Educ@ - Fundação Carlos Chagas-FCC, São Paulo/Brasil
Science Library Index - Meadow Springs, Mandurah State, Austrália
SUMÁRIOS.ORG - Sumários de Revistas Brasileiras

 

Licença Creative Commons
Revista Brasileira de Política e Administração da Educação,
da Associação Brasileira de Política e Administração da Educação
está licenciada com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://seer.ufrgs.br/index.php/rbpae/index

ISSN versão impressa: 1678-166X
ISSN versão eletrônica: 2447-4193

Prefixo DOI: 10.21573