A gestão educacional no Brasil: os legados da ditadura

Autores

  • Ângelo Ricardo de Souza
  • Taís Moura Tavares

DOI:

https://doi.org/10.21573/vol30n22014.53674

Resumo

Este artigo apresenta uma leitura das heranças legadas pelo regime
da ditadura militar no Brasil (1964-1985) à gestão da educação no país. O texto
apresenta um contexto da educação no período mencionado e, na sequência, enfatiza
a tecnocracia como o elemento determinante na concepção de gestão educacional
desenvolvida à época. O artigo ainda analisa as consequências desta concepção para
a gestão da escola atual, bem como dos sistemas de ensino. As conclusões apontam
para uma herança ainda forte na gestão da escola, com o domínio centrado em uma
concepção técnica de diretor escolar mas, ao mesmo tempo, para a superação do
legado da ditadura militar, no que tange à gestão dos sistemas de ensino, em particular
no que se refere às formas e razões para o planejamento educacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-02-20

Como Citar

Souza, Ângelo R. de, & Tavares, T. M. (2015). A gestão educacional no Brasil: os legados da ditadura. Revista Brasileira De Política E Administração Da Educação, 30(2). https://doi.org/10.21573/vol30n22014.53674