A construção do problema na pesquisa sobre política educacional: contribuições para o debate

Alcivam Paulo de Oliveira, Rosilda Arruda Ferreira

Resumo


A construção do problema de pesquisa é o foco deste artigo. Partindo dos debates sobre a fundamentação epistemológica da análise das políticas educacionais, identifica a necessidade de se propor caminhos que auxiliem na construção do problema da pesquisa. Da filosofia traz a contribuição de sua postura diante da realidade, baseada na crítica ampla, histórica e sistemática. Das ciências políticas traz a contribuição da “Policy Analysis” proposta por Frey (2000). Como resultados desse diálogo, apresenta uma proposta de construção do problema da pesquisa em políticas educacionais.


Palavras-chave


Epistemologia; Problema de Pesquisa; Políticas Educacionais

Texto completo:

PDF

Referências


AZEVEDO, J. M. L. A educação como política pública. Campinas: Autores Associados, 1997. (Coleção Polêmicas do Nosso Tempo)

BONDIA, J.L. Notas sobre a experiência e o saber da experiência. Rev Bras Educ. 2002;19(1):20-9. Jan/fev/mar/abr. nº 19. 2002.

BOURDIEU, P. O capital Social: notas introdutórias; Os três estados do capital cultural, in Nogueira, Alice e Catani, Afrânio. Escritos de Educação. 9ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2007.

BRANDÃO, Z. Para além das ortodoxias: a dialética micro/macro na sociologia da educação. Disponível em: . Acesso em: 02 set. 2001

BRAVO, S Restituto: técnicas de investigación: teoria y ejercicios. Madrid: Editorial Paraninfo: 2001. 705 pp.

CHAUÍ, M. Convite à filosofia. 12.ed. São Paulo: Ática, 2001

FACHIN, O. Fundamentos de Metodologia. 5 ed. – São Paulo: Saraiva, 2005

FREY, K. Políticas públicas: um debate conceitual e reflexões referentes à prática da análise de políticas públicas no Brasil. Planejamento e políticas públicas, Rio de Janeiro, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), n. 21, p. 211-259, ISSN 0103-138, jun 2000.

GIL, A.C. Como elaborar projetos de pesquisa - 6. ed. - São Paulo: Atlas, 2008.

GOMES, C.A.C. Enfoques teóricos em sociologia da educação. II – O paradigma do conflito. Fórum Educacional, v. 7, nº 3, p. 85-104, jul./set. 1983.

LAKATOS, Eva M. Fundamentos da Metodologia Científica. 5ª ed. São Paulo – Atlas: 2003

LOSADA, R. L y CASAS, A. C. Enfoques para el analisis politico – lª ed. - Bogota: Editorial Pontificia Universidad Javeriana, 2008. 394 p.

MAINARDES, J. Análise de políticas educacionais: breves considerações teórico-metodológicas. Itajaí: Revista Contrapontos: v.9, n 1, p. 4-16, jan/abr. 2009. Disponível em: file:///C:/Users/Micro/Downloads/971-2043-1-PB.pdf . Acesso em: 30 maio 2019.

MINAYO, M. C. (Org.) Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. Análise qualitativa: teoria, passos e fidedignidade. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro , v. 17, n. 3, p. 621-626, mar. 2012. Disponível em . Acesso em 31 maio 2019. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232012000300007.

NAVARRO et al, Hugo Pauta metodológica de evaluación de impacto ex-ante y ex-post de programas sociales de lucha contra la pobreza Aplicación metodológica. Santiago de Chile: CEPAL, enero de 2006.

PUTNAM, Robert D. Comunidade e democracia: a experiência da Itália moderna. 5 ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006. 260 p. Tradução: Luiz Alberto Monjardim.

RUDIO, F. V. Introdução ao projeto de pesquisa científica. 34.ed. Petrópolis: Vozes, 2007. 131p Atlas, 2002

SAVIANI, D. Do Senso Comum à consciência filosófica. 12 ed. Campinas, SP: Autores Associados. 1996. 247 p.

TELLO, C. G. Las epistemologías de la política educativa: vigilancia y posicionamiento epistemológico del investigador en política educativa. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 7, n. 1, p. 53-68, jan./jun. 2012

TELLO, C. G. El objeto de estudio en ciencias sociales: entre la pregunta y la hipótesis. Cinta Moebio 42, p. 225-242, 2011. Disponível em: Acesso em: 26 jun. 2018

TELLO, C.; MAINARDES Revisitando o enfoque das epistemologias da política educacional. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 10, n. 1, p. 153-178, jan./jun. 2015a.

TELLO, C.; MAINARDES, J. Pluralismos e investigación en política educativa una perspectiva Epistemológica In: Revista Mexicana de Investigación Educativa, vol. 20, núm. 66, julio-septiembre, Distrito Federal, México: Consejo Mexicano de Investigación Educativa, A.C. 2015b, pp. 763-788

TRIVINOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

VASCONCELOS, Eduardo M. Complexidade e pesquisa interdisciplinar: epistemologia e metodologia operativa. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

WEBER, M. Weber, Max. A ética protestante e o “espírito” do capitalismo. Tradução: Antônio Flávio Pierucci (Ed.). São Paulo: Companhia das Letras, 2004.




DOI: https://doi.org/10.21573/vol37n12021.104644

INDEXADORES

BBE – Bibliografia Brasileira de Educação (Brasília, MEC/INEP)
CLASE – Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (México, UNAM)
DIADORIM - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras
DOAJ - Directory of Open Access Journals
DRJI - Directory of Research Journals Indexing (Maharashtra, India)
Edubase (SBU/UNICAMP)
LATINDEX - Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
Portal de Periódicos da Capes/MEC
Scielo Educ@ - Fundação Carlos Chagas-FCC, São Paulo/Brasil
Science Library Index - Meadow Springs, Mandurah State, Austrália
SUMÁRIOS.ORG - Sumários de Revistas Brasileiras

 

Licença Creative Commons
Revista Brasileira de Política e Administração da Educação,
da Associação Brasileira de Política e Administração da Educação
está licenciada com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://seer.ufrgs.br/index.php/rbpae/index

ISSN versão impressa: 1678-166X
ISSN versão eletrônica: 2447-4193

Prefixo DOI: 10.21573