SEGREGAÇÃO SOCIOESPACIAL E ÉTNICO-RACIAL EM MEGACIDADES, GRANDES CIDADES E CIDADES GLOBAIS AFRICANAS

Fabio Macedo Velame, Thiago Augusto Ferreira da Costa

Resumo


O objetivo deste artigo é apresentar uma reflexão a respeito dos fenômenos estruturais que culminaram na segregação socioespacial e étnico-racial, que ocorre atualmente em megacidades, grandes cidades e cidades globais na África. Para isso, será feita, de início, uma apresentação de questões futuristas que atravessam as discussões contemporâneas de urbanização africana. Em seguida, serão abordadas questões históricas e discursos presentes em alguns países africanos, e que ajudam a explicar aspectos étnicos, raciais, sociais e espaciais perpetuados no espaço urbano. Esses aspectos contarão com exemplos de cidades de países africanos subsaarianos, onde a superpopulação e os altos investimentos estrangeiros no mercado imobiliário agravam os efeitos segregacionistas.

Palavras-chave


Cidades Africanas, Urbanismo, Segregação, Socioespacial, Étnico-racial, África

Texto completo:

PDF (English) PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2448-3923.98851

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Estudos Africanos (RBEA)

e-ISSN 2448-3923; ISSN 2448-3907

Publicação do CEBRAFRICA/UFRGS