UNIÃO AFRICANA: A POLÍTICA DA ÁFRICA DO SUL DE MBEKI PARA A ÁFRICA

Luiza Bizzo Affonso, Vitor Ferreira Lengruber

Resumo


Marcada por calamidades que enfatizam visões estereotipadas sobre si, a África se apresenta ao século XXI com uma crescente expectativa pessimista em relação a seu futuro e potencial no campo internacional. Como resposta a este desafio, dentre outros, Thabo Mbeki, presidente da África do Sul no período, populariza o conceito de Renascença Africana, cuja proposta oferece soluções, na esfera política e econômica, para enfrentar as adversidades. Para além da orientação política e econômica, a Renascença Africana, entendida como parte da estratégia de Pretória para a África, também possui notável atuação na estruturação da União Africana, criada em 2002 como aprofundamento da Organização da Unidade Africana. Dessa forma, o presente trabalho busca analisar o papel sul-africano na alteração da dinâmica política e econômica observada na África no início do século XXI.

Palavras-chave


África do Sul, Thabo Mbeki, África, dinâmicas política e econômica.

Texto completo:

PDF (English) PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2448-3923.97993

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Estudos Africanos (RBEA)

e-ISSN 2448-3923; ISSN 2448-3907

Publicação do CEBRAFRICA/UFRGS