Ação Cultural e Ação Artística: territórios movediços

Autores

Palavras-chave:

Ação cultural, Ação artística, contrapartida social, política pública, participação

Resumo

Propõe-se uma retomada da noção de ação cultural à luz dos deslocamentos e mutações pelos quais ela tem passado desde seu surgimento na França no século passado, lançando pistas para o exame dessas concepções no Brasil de hoje. Nessa ótica será analisada a emergência da noção de ação artística, tendo em vista uma caracterização - necessariamente preliminar - desse campo. Serão abordadas as distinções entre as duas perspectivas, assim como as relações entre elas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Lúcia Pupo, Universidade de São Paulo

Departamento de Artes Cênicas

Pedagogia do Teatro 

Veronica Veloso, Universidade de São Paulo

Departamento de Artes Cênicas

Pedagogia do Teatro 

Referências

Referências Bibliográficas:

ABIRACHED, Robert. La décentralisation théâtrale. Vol. 3, 1968, le tournant. Arles: ANRAT et Actes Sud, 2005.

ARDENNE, Paul. Un art contextuel: Création artistique en milieu urbain, en situation, d’intervention, de participation. Paris: Flammarion, 2002.

BOURRIAUD, Nicolas. Esthétique relationnelle. Monts: Les presses du réel, 1998.

CAON, Paulina e VELOSO, Verônica. São Paulo Através do Espelho – refletindo sobre ação cultural, processos criativos e processos pedagógicos in ALEIXO, Fernando e LEAL, Mara Lucia (org). Teatro, ensino, teoria e prática: processos de criação: experiências contemporâneas. Uberlândia: EDUFU, 2016.

COELHO, Teixeira. Dicionário crítico de política cultural: cultura e imaginário. São Paulo: Iluminuras, 2012.

DIEGUEZ, Ileana. Cenários Liminares: teatralidades, performances e políticas. 2a. edição. Uberlândia: EDUFU, 2016.

DUBATTI, Jorge. “A questão epistemológica nos Estudos Teatrais”. Revista Moringa - Artes do Espetáculo da UNP, v.3, n.1, 2012, pp. 22-30.

FREIRE, Paulo. Ação Cultural para a liberdade e outros escritos. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

JEANSON, Francis. L’action culturelle dans la cité. Paris: Seuil, 1973.

KREBS, Anne e ROBOTEL, Nathalie, Démocratisation culturelle: l’intervention publique em débat, La Documentation Française, nº 947, avril 2008.

OLIVEIRA, Lucia Maciel Barbosa. Corpos indisciplinados Ação cultural em tempos de biopolítica. São Paulo: Beca, 2007.

PUPO, Maria Lúcia. Alteridade em cena. Revista Sala Preta, São Paulo, v. 12, n. 1, p. 46-57, jun. 2012.

_________ . Création et action théâtrales à São Paulo. Horizons/Théâtre, Bordeaux, n. 2, p. 116-129, oct. 2012/mars 2013.

PUPO, Maria in DESGRANGES, F. e LEPIQUE, M. Teatro e Vida Pública – O Fomento e os Coletivos Teatrais de São Paulo. São Paulo: Ed. Hucitec e Cooperativa Paulista de Teatro, 2012.

VELOSO, Verônica. “Percorrer a cidade a pé: ações teatrais e performativas no contexto urbano”. Tese (doutorado) - Escola de Comunicação e Artes, Universidade de São Paulo, 2017.

Publicado

2020-03-11

Como Citar

Pupo, M. L., & Veloso, V. (2020). Ação Cultural e Ação Artística: territórios movediços. Revista Brasileira De Estudos Da Presença, 10(2), 01–21. Recuperado de https://seer.ufrgs.br/index.php/presenca/article/view/96342

Edição

Seção

Ação Cultural e Ação Artística