A política do silêncio: arte e educação na poética do coletivo Política do Impossível

Autores

  • Pedro Caetano Eboli Nogueira Doutorando do Programa de Pós Graduação em Design da PUC-Rio, bolsista CAPES

Palavras-chave:

ação artística, política da estética, arte e política, coletivos, educação

Resumo

O presente artigo se destina a pensar as articulações entre arte, política e educação no âmbito da ação Traga Sua Luz, realizada pelo coletivo Política do Impossível em 2008. A ação se destinava a questionar o processo de gentrificação que o governo movia no bairro da Luz, região central da cidade de São Paulo. Na performance coletiva e silenciosa, a ideia luz emerge como uma matéria de elaboração poética do coletivo, suscitando o desdobramento em múltiplos sentidos. Através dos subsídios teóricos de Roland Barthes e Jacques Rancière, elucidamos de que modo o coletivo articula uma educação e uma política do silêncio como suspensão do devir meramente comunicativo da linguagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Caetano Eboli Nogueira, Doutorando do Programa de Pós Graduação em Design da PUC-Rio, bolsista CAPES

Doutorando do Programa de Pós Graduação em Design da PUC-Rio, bolsista CAPES

Referências

BARTHES, Roland. Novos ensaios críticos seguidos de O grau zero da escritura. São Paulo: Cultrix, 1974.

________________. O neutro. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

________________. Mitologias. Rio de Janeiro: Difel, 2003a.

________________. Aula. São Paulo: Cultrix, 2013.

________________. Como viver junto: simulações romanescas de alguns espaços cotidianos: cursos e seminários no Collège de France, 1976-1977. São Paulo (SP): Martins Fontes, 2013a.

________________. O império dos signos. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2016.

BENJAMIN, Walter. Obras escolhidas: magia e técnica, arte e política. São Paulo: Brasiliense, 1994.

BIDOU-ZACHARIASEN, Catherine (org.). De volta à cidade: dos processos de gentrificação às políticas de “revitalização” dos centros urbanos. São Paulo: Annablume, 2006.

COLETIVO POLÍTICA DO IMPOSSÍVEL. Cidade luz: uma investigação no centro de São Paulo. São Paulo: Editora PI, 2008.

__________________________________. Continuidade Histórica e Produção Simbólica. São Paulo: Cinemateca Brasileira, 2008a

__________________________________. Cartografia Política da Ação Comum. São Paulo: Supervisão pedagógica da formação inicial do Programa Jovens Urbanos/Cenpec, 2007.

__________________________________. Cidade dos Cartógrafos. São Paulo: Oficina Cultural Oswald de Andrade, 2007a.

__________________________________. Jogo da Comunicação. Campinas: Núcleo de Artes Plásticas do Espaço cultural CPFL, 2007b.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Sobrevivência dos vaga-lumes. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2011.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Petrópolis: Vozes, 2009.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. São Paulo: Paz & Terra, 2014.

_____________. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz & Terra, 2014a.

RANCIÈRE, Jacques. O Desentendimento: política e filosofia. São Paulo: Ed. 34, 1996.

_________________. “From politics to aesthetics?” In: Paragraph: The Journal of the Modern Critical Theory Group, Edimburgo, v. 28, n. 1, pp.13-25, 2005.

_________________. A partilha do sensível: estética e política. São Paulo: Editora 34, 2009.

_________________. O Espectador emancipado. Lisboa: Orfeu, 2010.

_________________. O efeito de realidade e a política da ficção. Novos estudos - CEBRAP. V. 1, n.86, pp.75-80, 2010a.

_________________. “A Comunidade Estética”, In: Revista Poiésis, n. 17, p. 169-187, Jul. de 2011.

_________________. Aisthesis: Scenes from the Aesthetic Regime of Art. Nova Iorque: Verso, 2013.

_________________. Nas margens do político. Lisboa: KKYM, 2014.

_________________. O mestre ignorante: cinco lições sobre a emancipação intelectual. Belo Horizonte: Autêntica, 2018.

LEWIS, Tyson E. The Aesthetics of Education: Theatre, Curiosity, and Politics in the Work of Jacques Rancière and Paulo Freire. New York: Bloomsbury, 2014.

Publicado

2020-03-11

Como Citar

Eboli Nogueira, P. C. (2020). A política do silêncio: arte e educação na poética do coletivo Política do Impossível. Revista Brasileira De Estudos Da Presença, 10(2), 01–27. Recuperado de https://seer.ufrgs.br/index.php/presenca/article/view/94627

Edição

Seção

Ação Cultural e Ação Artística