Hans Ulrich Gumbrecht Leitor de Martin Heidegger: concepção de produção de presença

Autores

  • Wellington Amancio Da Silva (Universidade Federal de Alagoas – UFAL, Delmiro Gouveia/AL, Brasil) Universidade do Estado da Bahia - UNEB Universidade Federal de Alagoas - UFAL http://orcid.org/0000-0002-8226-7491

Palavras-chave:

Gumbrecht, Teoria do Conhecimento, Presença, Heidegger

Resumo

O trabalho apresenta alguns pontos do pensamento filosófico de Gumbrecht sobre a presença, a partir do Dasein de Heidegger, especialmente, com relação às possibilidades e condições da linguagem relativamente a esta presentificação. Desse logos, propõe-se uma crítica introdutória aos conceitos de coisa, de sujeito e de objeto, de visão cartesiana do mundo, demonstrando, a partir da análise de parte da obra do autor, as possibilidades de tangibilidade por meio da linguagem e o que isso representa diante dos paradigmas vigentes das ciências. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2017-09-21

Como Citar

Da Silva (Universidade Federal de Alagoas – UFAL, Delmiro Gouveia/AL, Brasil), W. A. (2017). Hans Ulrich Gumbrecht Leitor de Martin Heidegger: concepção de produção de presença. Revista Brasileira De Estudos Da Presença, 7(3), 505–522. Recuperado de https://seer.ufrgs.br/index.php/presenca/article/view/69414

Edição

Seção

Presença e seus Campos de Relações