Performance e Documento, ou o que chamamos por esses nomes?

Lúcio José de Sá Leitão Agra (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo/SP, Brasil)

Resumo


O artigo ensaia a discussão entre a questão do documento na performance e a perspectiva que desarma a lógica do colonizador na produção dessa arte em países periféricos. Sugere a possibilidade de se pensar os desafios das instituições de apoio/arquivo da obra de arte nesse contexto e em face das perspectivas da arte contemporânea, tomando como princípio norteador a ideia de que há uma produção de performance brasileira que escapa ao entendimento forjado nos centros de prestígio internacionais que norteiam o mercado artístico.


Palavras-chave


Performance; Documento; Performatividade; Arquivo; Memória

Texto completo:

ACESSO / ACCESS / ACCÈS

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS DA PRESENÇA - Brazilian Journal on Presence Studies - e-ISSN 2237-2660 - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil - http://www.seer.ufrgs.br/presenca

 

       

 

 

Crossref Similarity Check logo

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.