O olhar feminino na série The Handmaid’s Tale (2017)

Renata Gomes, Aline Cristina da Silva, Sarah Ellen Linhares

Resumo


O propósito deste artigo é analisar o olhar feminino através da narração e do mis-en-scène da série The Handmaid’s Tale, em português, O Conto da Aia (2017). A série se passa em uma sociedade distópica, regida à base da teonomia totalitária e fundamentalista cristã. As mulheres dessa sociedade perderam suas vozes, são desumanizadas, devido ao seu gênero, e tornadas objetos férteis nas mãos de seus comendadores; a narrativa e o desenvolvimento das personagens fazem alusão ao empoderamento feminino e suas lutas pelos direitos civis que vêm acontecendo desde o fim século XIX. A busca por suas vozes torna-se evidente a partir da narração que ajuda a compreender a representatividade da mulher na série.

Palavras-chave: The Handmaid’s Tale. Feminismo. Identidade. Narrativa. Série.


Texto completo:

PDF

Referências


ATWOOD, M. O conto da aia. 1 ed. Rio de Janeiro: Rocco, 2017. 368 p.

AZEVEDO, S. R. M. Memória e identidade em The Handmaid's Tale de Margaret Atwood. 2015. 100f. Dissertação (Mestrado) Programa de Mestrado Acadêmico em Letras. Universidade Estadual do Piauí, 2015.

COLLINS, S. Jogos Vorazes. 1 ed. Rio de Janeiro: Rocco, 2010. 400 p.

FORSTER, E. M. Aspects of the novel. United Kingdom: Cambridge, 1927. 224 p.

GELEDES. Sojourner Truth. Disponível em: https://www.geledes.org.br/e-nao-sou-uma-mulher-sojourner-truth/. Acesso em: 19 agosto 2018.

HAYWARD, S. Cinema studies: The key concepts. 2ed. London: Routledge. 2001, 528 p.

MILLER, B. The Handmaid’s Tale (série the TV baseada no romance de Margaret Atwood). Hulu, 2017.

LEITE, L. C. M. O foco narrativo (ou A polêmica em torno da ilusão). 10 ed. São Paulo: Editora Ática, 96f, 2002.

RIBEIRO, DJAMILA. O que é lugar de fala? Belo Horizonte: Letramento, 2017.

STILLMAN, P. G.; JOHNSON, S. A. Identity, Complicity, and Resistance in The Handmaid's Tale. Utopian Studies, Oxford. v. 5, n. 2, 1994. p. 70-86.

WOOLF, V. Um romance não escrito. In: WOOLF, V. A marca na parede e outros contos. 1 ed. São Paulo: Cosac Naify, 2015. p. 43-55.

ŽIVIĆ, J. A Dystopian Society in Margaret Atwood’s The Handmaid’s Tale. 2014.




DOI: https://doi.org/10.22456/2596-0911.86301

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

  

ISSN 2596-0911

 

Contato: revistaphilia@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Avenida Paulo Gama, 110

Bairro Farroupilha, Porto Alegre, RS

CEP 90040-060