A GEOGRAFIA QUE SE PRETENDE E A GEOGRAFIA QUE SE ENSINA: OS DESAFIOS DO PIBID NA PRÁTICA DO ENSINO DE GEOGRAFIA NAS ESCOLAS PÚBLICAS BRASILEIRAS

Debora Cristina Vieira de Simas

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar as práticas curriculares desenvolvidas no PIBID no subprojeto de Geografia, “Saber Escolar e Formação Docente na Educação Básica” da UERJ- FFP, financiado pela CAPES-MEC. Este programa visa à formação do professor, o apoio à escola pública na transformação do espaço escolar e o aprimoramento no ensino de Geografia. No atual cenário de contradição e grande desigualdade social, o PIBID vem se colocando como resistência.  A partir da metodologia do materialismo histórico dialético que permite entrecruzar as contradições e conflitos vividos na escola no atual contexto histórico com as contradições da própria Geografia que se ensina, exercitando o “raciocínio geográfico”, para assim atuar de maneira eficaz no espaço, articulando o espaço “vivido ao percebido e ao produzido” à prática social.

Palavras-chave


Ensino de Geografia; PIBID; Formação Docente

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-0003.85599

Comissão Editorial

Programa de Pós-Graduação em Geografia Instituto de Geociências Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Prédio 43113
91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil
Telefone: 55 51 3308 6569
Fax: 55 51 3308 9843
E-mail: para-onde@ufrgs.br