Urbanização rentável e questão da moradia no Brasil: da financeirização à (re)produção dos grandes conjuntos habitacionais, novos e velhos padrões

Sharon Dias

Resumo


A questão da moradia permanece central para a população, Estado, investidores, empresas, pois faz parte das necessidades mais elementares para reprodução da vida, mas é também veículo condutor da ampliação dos ganhos do capital produtivo e financeiro, seja na forma de subsídios monetários por parte do Estado e garantia de aparato legal, dos financiamentos bancários, da realização de operações urbanas consorciadas (OUC), no caso Brasileiro, ou ainda, na produção em larga escala de moradias populares, a exemplo dos grandes conjuntos habitacionais para a população empobrecida. Nesse sentido, este trabalho discute como a habitação social tem sido apreendida no atual processo de urbanização capitalista em tempos de financeirização e suas consequências sócioespaciais na escala local.

Palavras-chave


Urbanização rentável; Conjuntos habitacionais; Financeirização.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-0003.82923

Para Onde!? / ISSN 1982-0003  / DOI https://doi.org/10.22456/1982-0003

Revista do Programa de Pós-Graduação em Geografia - Instituto de Geociências - Universidade Federal do Rio Grande do Sul


Indexadores e Repositórios

Apoio