Sociedade e natureza nos trabalhos acadêmicos de Pós-graduação em Geografia e Geociências da UFSM

Autores

  • Renata Huber Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Universidade Federal de Santa Maria.
  • Bernardo Sayão Penna e Souza Universidade Federal de Santa Maria/ Professor do Departamento de Geografia e Geociências

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-0003.26079

Palavras-chave:

sociedade/natureza, evolução da ciência geográfica, pós-graduação, metodologia científica, mitos em geografia

Resumo

A relação sociedade/natureza é marcada pela separação das Ciências Naturais e Humanas, herança da cultura e Ciência ocidentais. Atribui-se a essa distância homem/meio, o mito da expulsão do Paraíso, a separação na filosofia pré-socrática do espírito/matéria e mais uma série de acontecimentos da historia do Ocidente. Essa herança foi deixada a todas as Ciências, inclusive à Geografia, a qual se torna, em sua evolução, a Ciência de contato homem/meio, sociedade/natureza. Nesta pesquisa observou-se nos trabalhos de Pós-graduação em Geografia e Geociências/UFSM como a conhecida dicotomia geográfica homem/meio vem sendo abordada nas monografias e dissertações. Foram examinados 26 trabalhos de Pós-graduação, observando a fundamentação metodológica e a análise dos resultados. Constatou-se que a desvinculação homem/meio persiste na interpretação do ambiente feita por seus pesquisadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Huber, Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Universidade Federal de Santa Maria.

Possui graduação em Geografia Bacharelado pela Universidade Federal de Santa Maria (2008) e mestrado em Geografia pela Universidade Federal de Santa Maria (2010). Tem experiência na área de Geociências, atuando principalmente nos seguintes temas: preservação ambiental, mitos em Ciência Geográfica, Geomorfologia e solos, Geotecnologias e legislação ambiental.

Bernardo Sayão Penna e Souza, Universidade Federal de Santa Maria/ Professor do Departamento de Geografia e Geociências

É licenciado em Geografia pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras Imaculada Conceição (1985), em Santa Maria/RS; também é mestre em Sensoriamento Remoto pelo Centro Estadual de Pesquisa em Sensoriamento Remoto e Meteorologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1996), e doutor em Geografia Física pela Universidade de São Paulo (2001), com um ano de pós-doutorado junto ao Departamento de Geografia da Universidade de São Paulo (2005-2006). Atualmente é professor associado da Universidade Federal de Santa Maria. Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Geografia Física, atuando principalmente nos seguintes temas: Geomorfologia, Ecologia da Paisagem, Percepção Ambiental, Sensoriamento Remoto e Geocartografia.

Downloads

Publicado

2012-11-16

Edição

Seção

Artigos