Breves Apontamentos Sobre A Dimensão Espacial Da Cultura

Patrícia Frangelli

Resumo


A Geografia remete suas origens aos saberes desenvolvidos pelos gregos a fim de compreender a diversidade das atuações humanas e dos ambientes no mundo conhecido. Porém a sua sistematização enquanto ciência ocorreu no bojo das demais sistematizações ocorridas entre os séculos XVIII e XIX, em meio ao período histórico do positivismo de Augusto Comte, no qual as condições históricas, geográficas, culturais e epistemológicas eram propicias, senão sem escolha. No final daquele século (1890), descrever a diferenciação cultural foi destaque entre as ciências que tinham cunho político-social, influenciadas pelos estudos antropológicos, mas acima de tudo pelo imperialismo das potências ocidentais. Para a geografia cultural, independente dos traços tradicionais ou renovados, a cultura e sua manifestação no espaço sempre são primordiais. Assim o geógrafo busca a configuração que determinada prática cultural exprime no espaço. Em um primeiro momento, este artigo visa demonstrar como a geografia cultural vem se desenvolvendo, para logo em seguida trazer para pauta os novos rumos que vem seguindo.


Texto completo:

Visualizar arquivo PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-0003.22095

Comissão Editorial

Programa de Pós-Graduação em Geografia Instituto de Geociências Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Prédio 43113
91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil
Telefone: 55 51 3308 6569
Fax: 55 51 3308 9843
E-mail: para-onde@ufrgs.br