Conflitos Do Espaço Urbano Racionalizado

PET GEOGRAFIA UFRGS

Resumo



O tema deste trabalho é a racionalização do espaço urbano e a passagem compulsória de indivíduos que habitavam espaços marginalizados e agora habitam espaços inseridos dentro de um sistema legalizado ou, conforme Milton Santos, espaços luminosos. Partindo de uma apresentação histórica da evolução dos assentamentos urbanos no município de Porto Alegre/RS e uma discussão sobre a efetividade dos programas habitacionais, analisou-se as conseqüências sociais dessa transição ao mundo “legal” por parte daquelas pessoas que viviam em um espaço e em um tempo diferenciado. As questões de identidade e os conflitos gerados, não só pela inserção daqueles que antes viviam na informalidade, como também pela diversidade da procedência dos moradores, bem como a preocupação do poder público na inserção desses moradores ao mercado formal estão presentes no debate. Estas variáveis foram analisadas a partir do assentamento Princesa Isabel, localizado em uma área comercialmente valorizada da capital gaúcha, sendo que a sua construção foi decidia através do orçamento participativo. A metodologia utilizada consiste em um levantamento bibliográfico através do qual foram elaborados roteiros de entrevistas com integrantes da comunidade reassentada, assistentes sociais envolvidas em programas de auxilio aos moradores e o órgão público responsável, seguiu-se uma revisão dessas entrevistas e a redação final.

 


Texto completo:

Visualizar arquivo PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-0003.22064

Indexadores

 

Apoio