A (I)MATERIALIDADE DO LIMITE E DA FRONTEIRA

Leonardo Luiz Silveira da Silva, Juarez Augusto Silveira da Silva

Resumo


Assim como diversos conceitos geográficos, os limites e fronteiras possuem significados que perpassam pelos domínios da materialidade e da imaterialidade. Os tradicionais significados associados a um ordenamento jurídico contrastam com os significados intersubjetivos, que são, por sua vez, construídos pela experiência humana. A concepção de Augustin Berque acerca dos geogramas nos ajuda a ordenar este imbróglio teórico, permitindo-nos sugerir uma justa medida na abordagem dos limites e fronteiras. Deste modo, é o objetivo deste artigo abordar o significado dos limites e fronteiras de forma a mediar a materialidade e a imaterialidade que estão, por sua vez, dialeticamente envolvidas.


Palavras-chave


Limites; Fronteira; materialidade; imaterialidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-0003.102778

Para Onde!? / ISSN 1982-0003  / DOI https://doi.org/10.22456/1982-0003

Revista do Programa de Pós-Graduação em Geografia - Instituto de Geociências - Universidade Federal do Rio Grande do Sul


Indexadores e Repositórios

Apoio