MEMÓRIA E NARRATIVAS (AUTO)BIOGRÁFICAS: A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE DOCENTE DE PROFESSORES FORMADORES EM GEOGRAFIA

Victória Sabbado Menezes, Roselane Zordan Costella

Resumo


Este trabalho origina-se de uma tese de doutorado em andamento relacionada à linha de pesquisa em Ensino de Geografia. O intuito da pesquisa consiste em analisar como as memórias de professores formadores de Geografia atuam sobre sua identidade docente e influenciam a formação dos licenciandos. Para tanto, será adotada a abordagem (auto)biográfica enquanto método. A metodologia assenta-se nas histórias de vida, de modo que a fonte de pesquisa serão as narrativas dos professores formadores de Geografia de uma universidade federal do estado do Rio Grande do Sul. A escolha pelas narrativas (auto)biográficas se justifica pelo entendimento de que o ato de narrar engendra um processo reflexivo, autoformativo e heteroformativo durante sua execução. As reflexões apresentadas neste trabalho dizem respeito somente à pesquisa teórica construída a partir de uma revisão bibliográfica concernente ao ensino de Geografia, formação docente e pesquisa (auto)biográfica, uma vez que a pesquisa de campo ainda está inacabada. A partir disso, considera-se a presença significativa do saber da tradição pedagógica nas memórias dos professores, o que exige sua problematização na formação inicial, de modo que pode ser desenvolvido por meio das narrativas (auto)biográficas, visto que  são concebidas não somente como dispositivo metodológico, mas também como dispositivo formativo.


Palavras-chave


Narrativas (auto)biográficas. Formação docente. Geografia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-0003.101707

Indexadores

 

Apoio