O TEXTO COMO TECIDO NARRATIVO E O IMAGINÁRIO DAS ROUPAS NA OBRA DE ANAÏS NIN

Cinara Ferreira, Camila Nascimento Cardozo

Resumo


O texto literário, para Roland Barthes (2010), é como um tecido, no qual vários elementos da narrativa compõem uma trama que enreda tanto o escritor quanto o leitor. Os detalhes descritivos presentes no tecido narrativo também produzem significação, embora aparentemente tenham menor importância. (BARTHES, 1972). Partindo destes pressupostos, em uma abordagem barthesiana, este trabalho propõe uma busca por significados nos detalhes descritivos em narrativas de Anaïs Nin e a relação entre literatura, moda e imaginário. Os elementos que constituem a pedra de toque deste trabalho são fragmentos de alguns contos de Anaïs Nin, referentes aos trajes das personagens, bem como do romance Henry & June (2014). Analiso como estes elementos contribuem na caracterização das personagens e contextualização das narrativas, passando pela relação entre roupas, tecidos e erotismo, contexto histórico e traços de personalidade, considerando os próprios textos como tecidos, como propõe Barthes.

PALAVRAS-CHAVE: moda; narrativa; tecido.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2238-8915.97033

Direitos autorais 2020 Cinara Ferreira, Camila Nascimento Cardozo

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

E-ISSN: 22388915 / ISSN Impresso: 0102-6267

LICENÇA

Os artigos publicados na revista estão sob a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional

INDEXADORES

  

     

   

 

           Imagen relacionada

   

Flag Counter