PROCESSOS DE INTERNACIONALIZAÇÃO E SEUS LEGADOS INVOLUNTÁRIOS: O CASO DA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE INGLÊS COMO LÍNGUA ADICIONAL DOS CENTROS DE LÍNGUA INGLESA DO PROGRAMA IDIOMAS SEM FRONTEIRAS

William Kirsch

Resumo


Este trabalho faz uma breve revisão dos trabalhos de pesquisa dos últimos quatro anos que têm o programa Idiomas sem Fronteiras como principal objeto de investigação, quer seja o programa de modo global quer sejam experiências locais ocorridas nas universidades. Pode-se afirmar que o programa, inicialmente lançado como um programa acessório à internacionalização das universidades brasileiras e ao programa Ciências sem Fronteiras, tornou-se um programa de formação de professores, conforme revela uma análise bibliográfica das produções que serviram de corpus para o presente estudo. Isso se deu, conforme argumento, no contexto de prática do programa para o campo da formulação política, isto é, de modo bottom-up.

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2238-8915.91293

Direitos autorais 2019 William Kirsch

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

E-ISSN: 22388915 / ISSN Impresso: 0102-6267

LICENÇA

Os artigos publicados na revista estão sob a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional

INDEXADORES

  

     

   

 

           Imagen relacionada

   

Flag Counter