A INTERNACIONALIZAÇÃO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO: RELAÇÕES ENTRE A DEMANDA ESTRANGEIRA E O ENSINO DE PORTUGUÊS COMO LÍNGUA ADICIONAL

Leilane Morais Oliveira

Resumo


Este artigo apresenta um estudo de caso ligado à Universidade de São Paulo (USP), por meio de uma discussão que relaciona dados numéricos da Agência USP de Cooperação Acadêmica e Internacional (AUCANI), referentes ao número de alunos estrangeiros recebidos por essa universidade, às ações que ela executa no âmbito do ensino de Português como Língua Adicional. De modo geral, os dados permitem notar que a gestão universitária tem avançado, no sentido de estabelecer ações ligadas ao ensino de língua portuguesa como parte de seu processo de internacionalização IN, seja via AUCANI ou via Centro de Línguas. Por outro lado, também permitem considerar que as ações ainda não são suficientes em termos quantitativos e em relação a abarcar níveis de ensino mais avançados do português brasileiro. 

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2238-8915.91058

Direitos autorais 2019 Leilane Morais Oliveira

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

E-ISSN: 22388915 / ISSN Impresso: 0102-6267

LICENÇA

Os artigos publicados na revista estão sob a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional

INDEXADORES

  

     

   

 

           Imagen relacionada

   

Flag Counter