“POR QUE PRECISAMOS FECHAR O LIVRO CHORANDO?”: RUTH, DE ELIZABETH GASKELL, E A (IM)POSSIBILIDADE DE REDENÇÃO PARA A MULHER PECADORA

Deborah Mondadori Simionato

Resumo


A literatura vitoriana está repleta de imagens da mulher pecadora, mas frequentemente essas personagens estão no pano de fundo, agindo como premonição para o futuro da heroína caso ela não aja de maneira adequada e devota. O romance Ruth, de Elizabeth Gaskell, entretanto, coloca a mulher pecadora no centro e a chama de heroína. O presente artigo pretende olhar para as contradições impostas na existência de mulheres da classe média no século XIX, especialmente nas figuras do Anjo do Lar e da mulher pecadora, essenciais para a análise de Ruth com seu fim trágico, afim de compreender a (im)possibilidade de redenção para mulheres do período vitoriano. Acadêmicos como Mary Poovey (1998) e Eleonore Davidoff (1995), entre outros, proverão o pano de fundo histórico e sociológico necessário para essa leitura do romance de 1835, Ruth, de Elizabeth Gaskell.

PALAVRAS-CHAVE: Ruth, Elizabeth Gaskell, Anjo do Lar, Mulher Pecadora.


Texto completo:

PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.22456/2238-8915.85561

Direitos autorais 2018 Deborah Mondadori Simionato

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

E-ISSN: 22388915 / ISSN Impresso: 0102-6267

LICENÇA

Os artigos publicados na revista estão sob a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional

INDEXADORES

  

     

   

 

           Imagen relacionada

   

Flag Counter