O TEMA DA JUSTIÇA E A VELHA “NOVIDADE” DA ODISSEIA

André Malta Campos

Resumo


O objetivo do artigo é, a partir do discurso “programático” de Zeus no Canto 1 da Odisseia (v. 32-43), discutir como foi visto o tema da justiça em Homero e de que forma esse tópico ajudou a reforçar, modernamente, a construção de uma relação temporal entre a Ilíada e a Odisseia. A discussão vai abordar não só elementos relativos à ética homérica, mas também à historiografia literária da Grécia Antiga, para defender, ao fim, que a Odisseia não traz marcas de uma concepção de mundo mais recente, e que o enfoque filológico, ao insistir nessa distinção tradicional, impede que exploremos adequadamente questões mais pertinentes. 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2238-8915.58826

Direitos autorais 2016 Organon



E-ISSN: 22388915 / ISSN Impresso: 0102-6267

LICENÇA

Os artigos publicados na revista estão sob a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional

INDEXADORES

  

     

   

 

           Imagen relacionada

   

Flag Counter