MACHADO CRONISTA: DIÁLOGOS DO COTIDIANO

Marcos Hidemi Lima

Resumo


Este artigo pretende analisar a faceta do cronista Machado de Assis, sobretudo nalguns textos desse gênero publicados na seção “Bons dias” (Gazeta de Notícias), entre os dias 5 de abril de 1888 a 26 de junho de 1888 durante os dias do processo de abolição, revelando ao leitor a ironia, a acidez corrosiva e a postura crítica de um escritor preocupado com a nova situação dos libertos face a uma sociedade que não os reconhecia como cidadãos ou como trabalhadores livres, ou seja, foi por intermédio da crônica que Machado encontrou uma de suas maneiras de expressar-se contra a mentalidade senhorial e escravocrata.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2238-8915.42078

Direitos autorais



E-ISSN: 22388915 / ISSN Impresso: 0102-6267

LICENÇA

Os artigos publicados na revista estão sob a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional

INDEXADORES

  

     

   

 

           Imagen relacionada

   

Flag Counter