MAPAS MENTAIS E FLASHCARDS NO ENSINO DE ESPANHOL

Augusto Weiand, Patrícia da Silva Campelo Costa Barcellos

Resumo


Este trabalho demonstra a utilização de flashcards e mapas mentais, apoiada pela Teoria Conectivista e pela Teoria da Atividade para o ensino de espanhol como língua estrangeira. Através desses recursos tecnológicos e teorias educacionais, desenvolveu-se uma pesquisa aplicada com duas turmas do ensino fundamental de espanhol, em uma escola pública no estado do Rio Grande do Sul, da qual participaram 50 estudantes. Através de pesquisas (WAZIR et al., 2018; RAHMA, 2016; NAIR; FAREI, 2017), observa-se a eficácia da utilização de flashcards e mapas mentais de maneira separada.Contudo, o presente estudo tratou de unificar essas propostasde maneira inovadora, a qual resultou em um aumento médio de quase um ponto nas notas finais dos alunos da disciplina, se comparados o ano da aplicação do estudo com o anterior. Da mesma forma, qualitativamente foram observados ganhos tanto na aquisição da língua estrangeira, quanto no engajamento dos aprendizes e professores envolvidos.

PALAVRAS-CHAVE: mapas mentais; flashcards; aprendizado de espanhol.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2238-8915.103748

Direitos autorais 2020 Augusto Weiand, Patrícia da Silva Campelo Costa Barcello

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

E-ISSN: 22388915 / ISSN Impresso: 0102-6267

LICENÇA

Os artigos publicados na revista estão sob a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional

INDEXADORES

  

     

   

 

           Imagen relacionada

   

Flag Counter