DIÁLOGO POLÊMICO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO MARAJÓ-PA: ANÁLISE DE UM RELATÓRIO DE ESTÁGIO

Herodoto Ezequiel Fonseca da Silva

Resumo


Este artigo pretende analisar o modo como o diálogo polêmico entre as culturas acadêmica e local é instaurado em um relatório de estágio produzido por um aluno-professor do PARFOR Letras do Marajó-PA. O embasamento teórico para a abordagem desse dialogo entre as referidas culturas está baseado em Bhabha (1998) e Canclini (2013), no campo dos estudos culturais, e em Bakhtin (2013), Maingueneau (1997) e Authier-Revuz (1990; 2004), no campo dos estudos discursivos. Analisa-se, enunciativa e discursivamente, a análise de um graduando feita de um texto de uma aluna do 8º ano de uma escola do Marajó. O indício da relação polêmica entre as culturas acadêmica e local se dá no movimento de interdição da cultura local.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2238-8915.103428

Direitos autorais 2021 Organon

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

E-ISSN: 2238-8915 / ISSN Impresso: 0102-6267


LICENÇA

 

Os artigos publicados na revista estão sob a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional


APOIO


BASES E INDEXADORES

 

 

 

  Flag Counter