Políticas Editoriais

Foco e Escopo

Organon é uma revista científica do Instituto de Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, destinada à divulgação de trabalhos total ou parcialmente inéditos concernentes a questões de Língua/Linguística e Literatura/Teoria Literária. A critério da Comissão Executiva da Revista, poderão, em caráter excepcional, ser aceitos trabalhos já divulgados anteriormente.


Serão aceitos artigos, preferencialmente, de doutores e doutorandos. Mestrandos serão aceitos em coautoria com doutor, não necessariamente o orientador

 

Políticas de Seção

 

Processo de Avaliação pelos Pares

O processo de avaliação de artigos adotado pela Organon é o Double Blind Peer Review, e ocorre em duas etapas:

  • Primeiro, uma avaliação preliminar pelo(s) organizador(es) do número, que examina a adequação do trabalho à linha editorial da revista, bem como às normas estabelecidas;
  • Segundo, consulta a dois pareceristas ad doc. 

Essa avaliação se dá de forma "cega", ou seja, da mesma maneira que os pareceristas não sabem quem é o autor do artigo, esse não sabe quem são os pareceristas que avaliarão seu trabalho.

Eventuais modificações sugeridas serão efetuadas em consenso com o(s) autor(es). Depois de aceito para publicação, o artigo passará por uma revisão de linguagem e de normas técnicas. O artigo é, então,  encaminhado ao autor com as sugestões de correções e adequações, para que, após, seja finalmente encaminhado para editoração e publicação.

 

Periodicidade

Semestral

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Conduta ética

AUTORIA

Mencionar os autores em um artigo científico garante que as pessoas adequadas recebam crédito e sejam responsabilizadas pela pesquisa. Deixar de representar intencionalmente a relação de um cientista com seu trabalho é considerada uma falha de conduta ética que enfraquece a confiança na descrição do próprio trabalho.

É vedado listar nomes de pessoas que não contribuíram para o artigo, inclusive autores convidados para fins de aumentar as chances de publicação;

É vedado submeter artigos para publicação sem a permissão do autor;

Partícipes da autoria, seja na escrita, coleta de dados ou qualquer outra função que tenha contribuído para a pesquisa, devem ser mencionados em seção específica do artigo a fim de evitar “autorias fantasmas”.

 

PLÁGIO

Um dos tipos mais comuns de falha de conduta ética é o plágio – quando um autor intencionalmente usa o trabalho de outro sem permissão, crédito ou conhecimento. O plágio assume diferentes formas, desde cópia literal até a paráfrase do trabalho de outro autor.

A cópia literal de excertos só é permitida caso tenha a fonte referenciada e esteja localizada no texto utilizando aspas de acordo com as normas para publicação;

É vedada a cópia substancial de materiais de pesquisa, processos, tabelas, equipamentos. Se o artigo se utilizar da essência de outro artigo, este deverá ser devidamente referenciado;

A paráfrase só é permitida caso tenha a fonte referenciada e não mude o significado pretendido pelo autor original;

É vedada a reciclagem de texto.

Visto que é solicitado aos autores que preencham um formulário afirmando não terem copiado ou reciclado artigos, livros ou qualquer outro tipo de material, a equipe da revista Organon não verifica se há plágio nos artigos.

 

FRAUDE NA PESQUISA

Fraude na pesquisa é publicar dados ou conclusões que não foram gerados por experiências ou observações, mas por invenção ou manipulação de dados.

Pode ser requisitado que autores enviem dados brutos que tenham conexão com a pesquisa para revisão editorial. Logo, todos os dados devem ser armazenados por certo tempo após a publicação;

Imagens só podem ser manipuladas a fim de melhorar sua clareza;

Nenhuma característica específica dentro de uma imagem pode ser melhorada, escurecida, movida, removida ou introduzida;

Ajustes de brilho, contraste ou cor são aceitáveis desde que não obscureçam ou eliminem nenhuma informação do original.

 

PUBLICAÇÕES SALAME

O “fatiamento” de uma pesquisa que comporia um artigo apenas em vários artigos diferentes é chamado de “publicação salame” ou “fatiamento salame”.

Os autores devem publicar pesquisas inéditas e exclusivas. Não é permitida a publicação de fragmentos de um artigo.

 

CONFLITO DE INTERESSES

Quando um investigador, autor, editor ou revisor tem um interesse pessoal/financeiro ou crença que possa afetar sua objetividade ou inapropriadamente influenciar suas ações, há um conflito de interesses. Esses relacionamentos são também conhecidos como duplos comprometimentos, interesses conflitantes ou lealdades conflitantes.

Ao submeter um artigo, declarar explicitamente se existem ou não potenciais conflitos de interesse, seja com participantes da investigação, seja com agências que por ventura proveram recursos para a pesquisa;

Isso deve ser indicado no manuscrito em uma página de notificação. Caso haja detalhamentos extensos sobre a possibilidade de conflito, enviar um documento no formato de carta como documento suplementar, por meio do sistema SEER.

 

SUBMISSÕES SIMULTÂNEAS, PUBLICAÇÕES MÚLTIPLAS E/OU DUPLICADAS

Autores têm a obrigação de certificar que seus artigos sejam baseados em pesquisa original e nunca antes publicados. Submeter ou ressubmeter trabalhos para publicação duplicada intencionalmente é considerado quebra de ética em publicações.

Evite submeter um artigo para publicação em mais de um periódico por vez;

Mesmo se o artigo estiver sob processo de revisão, aguarde até receber a resposta para então submetê-lo em outro periódico;

Evite submeter artigos publicados em outros periódicos para consideração de um novo periódico;

Evite submeter artigos diferentes mas que descrevam essencialmente a mesma pesquisa em periódicos diferentes;

Sempre informe sobre qualquer submissão anterior do artigo (inclusive apresentações, resumos e postagens de resultados ou registros) que possa ser considerada uma submissão duplicada;

Caso queira publicar o artigo em um periódico de outro país ou língua, entre em contato com a equipe editorial;

Revelar quaisquer detalhes da publicação do artigo em outras línguas ou países.

 

Suspensão do periódico

A Organon foi suspensa entre 1970-1985.