O cinema romântico de Werner Herzog: Aproximações entre o Romantismo Alemão e o conceito de Verdade Extática

Jéssica Pereira Frazão, Regiane Regina Ribeiro

Resumo


O artigo parte da investigação acerca das semelhanças existentes entre o movimento intelectual conhecido como Romantismo Alemão e o conceito herzoguiano de Verdade Extática. Buscamos reconhecer, no cinema do cineasta, proposições de uma estética de influência romântica. Utilizamos, como metodologia principal, fontes diretas referentes à abordagem da Teoria dos Cineastas, isto é, além de fragmentos das obras fílmicas per se, também as entrevistas e declarações analisadas nos discursos de Werner Herzog a respeito da feitura dos filmes enquanto processos de criação. Os principais resultados obtidos diante da associação estabelecida apontam para: (a) indissociabilidade entre a tendência ao escapismo, inerentemente romântica, e os personagens herzoguianos; (b) fuga para a natureza como única opção restante; (c) momentos carregados da sensação de medo, arrepio e paralisia.

Palavras-chave


Romantismo Alemão; Verdade Extática; Werner Herzog; Cinema.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1807-858320190.%25p



Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)