Discutindo o mundo através de algoritmos: filosofia política em simulações de computador

Pierre Depaz

Resumo


Esse artigo irá examinar em quais aspectos as simulações de computador são políticas. Para tanto, inicia buscando compreender de que forma os jogadores interagem com aquelas simulações, para posteriormente destacar e comparar os diferentes papéis e responsabilidades do jogador e do designer sobre os modos como o pensamento político pode ser cristalizado durante o jogo. A partir deste exame, irei delimitar de quais formas as simulações de computador podem contribuir para o pensamento filosófico e político.


Palavras-chave


Simulações de Computador. Política. Programação. Design.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1807-8583201946.50-64



Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)