A Amazônia ‘nossa’ de cada dia no jornalismo de TV

Autores

  • Vânia Maria Torres Costa Universidade Federal do Pará Faculdade de Comunicação Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Cultura e Amazônia

DOI:

https://doi.org/10.19132/1807-8583202152.91822

Palavras-chave:

Amazônia, Jornalismo, Televisão, Discurso, Região

Resumo

Este trabalho propõe como recorte analítico a construção jornalística sobre a Amazônia, enquanto espaço geográfico e político inserido no território brasileiro. A partir do conceito de “acontecimentos discursivos”, em Michel Foucault, buscamos caminhos para a análise do audiovisual televisivo, que nos mostra como a “região” é enunciada enquanto produção de sentido. Interessa-nos observar em que discursos e contextos é recortada, selecionada e exibida em rede nacional, a partir do Sudeste do país, o locus centralizador da produção televisiva brasileira. O corpus de análise são séries especiais de reportagens do telejornalismo da Rede Globo, de 2006 a 2016, a última década. Por meio dos caminhos da polinarrativa, que propomos como observação do audiovisual, observamos imagem em movimento, texto e som em modos de falar sobre a região como propriedade nacional, quando se vislumbra a Amazônia como questão que diz respeito à soberania do país. Os textos apresentam a região como objeto da colonialidade do discurso nacional, que privilegia um certo olhar em direção à periferia, como terra, ao mesmo tempo exótica e fracassada, que deve ser apropriada material e simbolicamente pelo centro político, econômico e cultural da nação, representado como apto a “ampará-la” em suas fragilidades.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vânia Maria Torres Costa, Universidade Federal do Pará Faculdade de Comunicação Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Cultura e Amazônia

Doutora em Comunicação pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Mestre em Planejamento do Desenvolvimento pelo Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA) - Universidade Federal do Pará (UFPA). Graduada em Comunicação - Jornalismo (UFPA). Tem 16 anos de experiência em docência do ensino superior, com atuação na pesquisa e na extensão. Atualmente é professora adjunta e vice-coordenadora da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal do Pará (UFPA), onde coordena o projeto 'Estrada de Ferro Belém-Bragança: sujeitos, memórias e interações comunicacionais na Amazônia paraense'. É uma das coordenadoras do projeto Narramazônia - grupo de estudos e pesquisas sobre Narrativas Contemporâneas na Amazônia Paraense - parceria entre UNAMA (PPGCLC) E UFPA (PPGCOM). Coordena o projeto de Pesquisa Academia do Peixe Frito, que discute Literatura, jornalismo e Negritude no Pará (UFPA/UNAMA). Tem longa experiência em produção, redação e gestão de processos em comunicação midiática (impressos, sonoros e audiovisuais). Já foi repórter, apresentadora, editora, chefe de reportagem e diretora de programa em emissoras de TV. É membro da Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor). Tem interesse em comunicação, Jornalismo, Publicidade, televisão, cultura, identidade, Amazônia, narrativas, discurso, educomunicação, documentários.

Downloads

Publicado

2021-01-04

Como Citar

Torres Costa, V. M. “A Amazônia ‘nossa’ De Cada Dia No Jornalismo De TV”. Intexto, nº 52, janeiro de 2021, p. 91822, doi:10.19132/1807-8583202152.91822.

Edição

Seção

Artigos