Poéticas do tempo na obra de João Anzanello Carrascoza: narrativa e estilo em Tempo Justo

Míriam Cristina Carlos Silva, João Paulo Hergesel, Isabella Pichiguelli

Resumo


Diante do fato de João Anzanello Carrascoza se destacar enquanto escritor de ficção para crianças e adolescentes, sobretudo com o livro Tempo Justo (2016), premiado pela Biblioteca Nacional, questiona-se: quais são as dimensões comunicacionais presentes nas representações poéticas sobre o tempo, encontradas na respectiva obra? Esta pesquisa, portanto, tem como objetivo geral compreender as possibilidades comunicacionais que se revelam a partir das representações poéticas do tempo, apresentadas em Tempo Justo. Para isso, utiliza-se como metodologia a análise das narrativas que compõem a obra, a partir dos seus elementos poéticos. Trata-se de uma análise que combina Narratologia, Estilística e estudos contemporâneos de Comunicação. Nossos principais referenciais teóricos são Lotman, Paz, Silva e Dravet, para tratar da comunicação poética; e Baitello Jr., Romano e Boff, para as relações entre o tempo e a comunicação. A relevância deste trabalho encontra-se no apontamento da premência do poético e do tempo para o comunicar e no fortalecimento das investigações envolvendo narrativas midiáticas infantis e juvenis, sobretudo na literatura brasileira contemporânea.


Palavras-chave


Comunicação; Literatura; Narrativa; Estilo; Poética

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1807-858320200.%25p



Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)