O gesto fílmico como expressão coletiva da arte cinematográfica

Andréa Carla Scansani

Resumo


Este artigo tem por objetivo pensar a realização cinematográfica através da perspectiva coletiva de seus criadores. Na construção deste caminho, partimos da elaboração do que chamamos gesto fílmico como forma de traçar algumas características que consideramos relevantes sobre a natureza do cinema. Este percurso nos auxiliará a desenvolver com maior propriedade as diversas relações entre os agentes presentes em uma filmagem, onde a conjugação de forças humanas e técnicas constitui o próprio ato cinematográfico. As bases teóricas para a concepção do gesto fílmico partem das reflexões de Vilém Flusser sobre o gesto e seguem junto a outros autores que se dedicaram a pensar as especificidades do cinema - como Riccioto Canudo (1908), Béla Balázs (1924) e, mais recentemente, Laura Mulvey (2014) -, e que, ao longo de suas obras, apostaram na riqueza semântica do termo como um instrumento de investigação das complexidades intrínsecas à arte cinematográfica. Para examinar a pertinência de nossas colocações, contamos com relatos de nomes importantes da história do cinema como Jean Renoir, Ingmar Bergman, Andrei Tarkovski e Sven Nykvist que dedicaram parte de suas carreiras à reflexão sobre as particularidades de seu trabalho em equipe. Deste modo, exploraremos o caráter coletivo da criação não como um modo de compartilhamento de autoria, mas como elemento fundante da expressão cinematográfica, onde as modulações entre os movimentos humanos e técnicos, entre corpos e máquinas, são os pilares do gesto fílmico.


Palavras-chave


Cinema. Gesto. Vilém Flusser. Jean Renoir. Ingmar Bergman.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1807-858320190.%25p



Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)