Identidade profissional, tribo jornalística e dinâmicas divergentes de produção noticiosa: a narrativa de carreteras secundárias de Bru Rovira

Mauro de Souza Ventura, Tayane Aidar Abib

Resumo


A partir de uma discussão teórica sobre a identidade profissional partilhada pelos membros da tribo jornalística, dedicamo-nos a compreender os saberes específicos que orientam a produção noticiosa da mídia hegemônica, com o intuito de traçar contrapontos e possibilidades alternativas à dinâmica profissional. Com base nas reportagens do jornalista espanhol Bru Rovira, especificamente de dois de seus livros – Solo pido un poco de belleza (2016) e Áfricas: cosas que pasan no tan lejos (2006) -, delimitamos os elementos da identidade por ele requerida e sinalizamos os dispositivos narrativos que, inscritos no universo do desacontecimento, podem dialogar com esse propósito.


Palavras-chave


Tribo jornalística. Identidade profissional. Desacontecimento jornalístico. Complexidade narrativa. Bru Rovira.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1807-858320200.%25p



Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)