Populismo, emoção e a corrupção da linguagem

Jacques Alkalai Wainberg

Resumo


Este estudo elabora sobre as principais características do discurso populista e analisa os pronunciamentos dos candidatos à presidência da República na eleição de 2018 no Brasil. Trata também da retórica política e de sua tendência à ambiguidade e vaguidade. Para tanto combina vários métodos de pesquisa. Fica clara a tendência oposicionista dos pronunciamentos e o tom emocional dos discursos.

 


Palavras-chave


Populismo. Linguagem. Eleição. Emoção

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1807-8583202049.72-87



Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)