Telejornalismo: estratégias de reconfiguração de uma mesma notícia

Vanessa Cristina Backes, Elizabeth Bastos Duarte

Resumo


Ao longo do dia, diferentes telejornais da TV Globo veiculam, de maneira muitas vezes insistente e exaustiva, notícias sobre os mesmos acontecimentos. Ora, para uma audiência assídua, essa repetição de assuntos, o dia inteiro, pode ter sua necessidade questionada, além de se tornar bastante cansativa. Dessa maneira, o presente trabalho propõe-se a examinar o processo de reconfiguração de notícias sobre os mesmos acontecimentos, veiculadas em cinco telejornais da TV Globo ao longo de 24 horas. Interessa, particularmente, a análise do modo de operação dos dispositivos discursivos de tematização, figurativização, actorialização, espacialização, temporalização e tonalização no processo de conformação das notícias sobre dois diferentes acontecimentos, veiculadas em cinco telejornais – Hora 1 da Notícia, Bom Dia Brasil, Jornal Hoje, Jornal Nacional e Jornal da Globo – no período de 24 horas. Compete verificar como ocorre a manipulação dos dispositivos discursivos que conferem sentido de atualidade aos temas veiculados reiteradamente. A organização teórico-metodológica fundamenta-se em uma semiótica discursiva de inspiração europeia baseada em Saussure (2012), Hjelmslev (2013) e Greimas e Courtés (2016). Além disso, a investigação engloba autores que tratam, especificamente, da produção televisual. Os resultados obtidos revelam a existência de, pelo menos, três processos de reconfiguração dos elementos discursivos na conformação de notícias sobre os mesmos acontecimentos: (1) complexificação dos dipositivos discursivos; (2) estabilização dos dispositivos discursivos e (3) reprise/reapresentação das mesmas conformações discursivas, demonstrando uma rotina de produção jornalística baseada no reaproveitamento de materiais captados que são reutilizados para compor as narrativas sobre determinados acontecimentos.


Palavras-chave


Semiótica. Telejornalismo. Repetição de notícias.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1807-8583202049.196-213



Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)