Webjornalismo político e a cobertura on-line dos 100 primeiros dias de governo Lula

Juliano Borges

Resumo


O objetivo deste artigo é compreender como o webjornalismo reage quando a cobertura on-line atende à regularidade do cotidiano político. Por meio da produção de notícias em tempo real (NTRs), o webjornalismo adota rotinas de trabalho marcadas pela redução máxima do tempo entre o acontecido e sua publicação. A pesquisa empírica teve como base o estudo de dois webjornais cariocas e identificou a existência de subeditorias no interior da seção de política. A despeito das críticas relacionadas à aceleração de rotinas de produção, a comunicação política praticada por webjornais mostrou preocupação em incorporar outros horizontes políticos, radicalizando uma possibilidade somente acenada pelas versões impressas.

Palavras-chave


Webjornalismo. Política. Internet.

Texto completo:

PDF




Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)