Imaginários da masculinidade bem-sucedida e as narrativas de consumo na curadoria jornalística: o medo da despossessão financeira e o elogio à potência em VIP, GQ e L’Officiel Hommes

Eliza Bachega Casadei

Resumo


O objetivo do presente artigo é analisar o medo da despossessão financeira como uma dinâmica estruturante dos imaginários das masculinidades bem-sucedidas presentes no projeto editorial de algumas revistas masculinas contemporâneas, nomeadamente VIP, GQ e L’Officiel Hommes. O medo da perda do poder econômico, nesses termos, nem sempre se faz ver nos lugares mais óbvios, mas implica em uma gestão de afetos positivos que sustentam narrativas de consumo específicas. A partir de uma análise dos lugares comuns das narrativas de êxito financeiro dessas revistas, com os pressupostos metodológicos da frame analysis, podemos inferir que as narrativas do medo da despossessão financeira são sustentadas, em tais produções, pela paixão disruptiva, pelo medo da perda da autonomia e pelo elogio da potência como pilares que sustentam tais imaginários.

Palavras-chave


Comunicação. Consumo. Masculinidades. Afetividades. Narrativas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1807-858320190.99-120



Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)